Vocacional

Perfil do episcopado: atualização mostra que 309 bispos estão na ativa e 169 bispos são eméritos

Prof. Dr. Fernando Altemeyer Junior, do Departamento de Ciência da Religião da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, realiza há mais de 20 anos um trabalho de atualização de estatísticas e nomes do episcopado brasileiro. Na última semana, depois do falecimento do bispo emérito de Aracaju (SE), dom Luciano Duarte, ele apresentou novos números em seu perfil do Facebook, trazendo curiosidades:

Dos nossos 478 pastores, 309 bispos estão na ativa e 169 bispos são eméritos (aposentados).

Em 30 de maio de 2018, contamos 478 bispos católicos vivos no Brasil:

80 paulistas, 67 mineiros, 57 gaúchos, 42 italianos, 35 catarinenses, 23 paranaenses, 19 baianos, 19 cariocas, 14 espanhóis, 15 pernambucanos, 11 capixabas, 9 cearenses, 7 alemães, 7 maranhenses, 6 sergipanos, 7 alagoanos, 7 paraibanos, 7 poloneses, 6 potiguares, 2 norte-americanos, 3 piauienses, 3 belgas, 2 libaneses, 3 amazonenses, 3 paraenses, 2 goianos, 2 holandeses, 2 franceses, 2 malteses, 2 austríacos, 2 suíços, 2 portugueses, 2 tocantinenses, 1 uruguaio, 1 irlandês, 1 mato-grossense, 1 brasiliense, 1 paraguaio, 1 cabo-verdiano, 1 sul mato-grossense, 1 Acriano. Sem representantes no episcopado no momento: rondonienses, roraimenses e amapaenses.

Portanto:

  • Há 5 bispos nascidos no Centro-Oeste (DF, GO, MT e MS) ou seja, 1% do episcopado.
  • Há 9 bispos dos 7 Estados do Norte (AM, RR, AP, PA, TO, RO, AC), 1,8% do episcopado;
  • Há 177 bispos que são do Sudeste  (SP, MG, RJ e ES) ,  37% do episcopado;
  • Há 115 bispos são do Sul (RS, SC e PR), somam 24% do episcopado.
  • Há 79 bispos são nordestinos (RN, PE, SE, PB, AL, BA, MA, PI, CE),  16,5% do episcopado;

Bispos de origem do clero diocesano e das congregações religiosas:

  • Cardeais brasileiros: 7 diocesanos e 3 religiosos.
  • Arcebispos: 41 diocesanos e 29 religiosos.
  • Bispos: 234 diocesanos e 165 reilgiosos.

Portanto:

  • Os bispos vindos do clero diocesano são 281 pessoas, 59%
  • e os de congregações 197 pessoas, 41% do episcopado.

Dioceses vacantes até 30 de maio de 2018:

  • Diocese de Carolina (MA), vacante desde 05 de julho de 2017, administrador diocesano Padre Cícero de Jesus Cirqueira.
  • Diocese de Teofilo Ottoni (MG), vacante desde 20 de setembro 2017, Administrador diocesano padre Aurildes de Mantena.
  • Diocese de Palmeira dos Índios (AL), vacante desde 11 de outubro de 2017, administrador diocesano padre Wendel Assunção Gomes.
  • Diocese de Apucarana (PR), vacante desde 13 de dezembro de 2017, administrador diocesano padre João Ozório de Oliveira.
  • Diocese de Viana (MA), vacante desde 20 de dezembro de 2017, administrador diocesano padre Giuseppe Luigi Spiga.
  • Diocese de Bonfim (BA), vacante desde 03 de janeiro 2018, administrador diocesano padre Jarbas Gonçalves dos Santos.
  • Diocese de Cachoeira do Sul (RS), vacante desde 06 de janeiro de 2018, administrador diocesano Mons. Elcy Arboitte.
  • Diocese de São João Del Rey (MG), vacante desde 19 de janeiro de 2018, administrador diocesano Padre Dirceu de Oliveira Medeiros.
  • Diocese de Ipameri (GO), vacante desde 07 de fevereiro de 2018, administrador diocesano padre Orcalino Lopes
  • Diocese de União da Vitória (PR), vacante desde 08 de fevereiro de 2018, administrador diocesano padre Mário Glaab
  • Eparquia greco-melquita de Nossa Senhora do Paraíso de São Paulo (SP) vacante desde 28 março de 2018, rito oriental, Administrador Apostólico dom Dom Sergio de Deus Borges, bispo auxiliar de São Paulo.
  • Arquidiocese de Campinas (SP), sede vacante desde 25 de abril de 2018.
    p.s. Situação especial da diocese de Formosa, com administrador Apostólico, dom Paulo Mendes Peixoto, arcebispo de Uberaba (MG).

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!