Diocese de Uberlândia Em Destaque Reflexões Dominicais

15/03/2014: "Brilhante como o sol"

2º Domingo da quaresma – Mt 17,1-9

153-1447-I-G16B

Não há coração humano que, ao menos nalgum momento de sua travessia, não se sinta traspassado pelo sofrimento. Existem, com certeza, aqueles momentos em que essa realidade incerta nos toma inteiros, fazendo-nos mergulhar profundamente em nossas próprias misérias: a dor de uma perda, o remorso de um malfeito, o sentimento de fracasso, a frustração de um sonho, a fragilidade da saúde, a incerteza do futuro, o abismo da morte. Mas permanece intrigante que, mesmo nos momentos de realização e plena celeridade, ainda assim nos desponte no fundo da alma um sentimento estranho; algo como um latejo constante ou um gosto fortemente amargo: o limite de nossa condição humana. Felizes ou entristecidos, exultantes ou desolados, derrotados ou realizados, seremos sempre humanos. E nosso sonho de infinitude estará sempre grudado à estreiteza de nossa história: mesmo tocados pelo sopro de Deus, somos “pó da terra”.

A fé cristã sempre compreendeu que seu Senhor, Jesus Cristo, foi autenticamente humano e assumiu na própria carne todos os dramas de nossa humanidade: também a dor da existência, a angústia da solidão e o risco da incompreensão. Por isso hoje, mais uma vez, Jesus sobe a montanha. Não para ensinar, nem para discursar. Sobe desacompanhado da multidão, rodeado apenas pelos mais íntimos dos seus. Afinal, são necessariamente pouquíssimos aqueles capazes de compreender, à custa de laboriosa intimidade, os dilemas da nossa alma. Ou ainda: somente os mais amados e amáveis podem dividir conosco o cume de nossas montanhas, aquele lugar sagrado onde (e somente onde) se realiza o secreto encontro entre nós e o Deus que nos habita. Lá, onde não há razões para mentiras ou ambiguidades; onde podemos, sem fingimento, derramar a dor que nos consome e confessar os cansaços de nossa vida.

Jesus assim o fez. Mas, segundo as Escrituras, esse encontro não foi um “vale de lágrimas”, mas uma irradiação de luz. Transfigurado, resplandecia no rosto de Jesus o brilho do sol, a convicção fortalecida, e em suas vestes a brancura, a serenidade reencontrada. Ao lado de Jesus, Moisés e Elias, dois homens experimentados nos desertos e nas montanhas. Não só os fundamentos de sua religião (a Lei, Moisés, e os Profetas, Elias), mas o testemunho da vida que soube passar adiante da dureza dos corações e forjar, a partir das derrotas e dos pecados do povo, uma esperança que dura para sempre.

Então, compreendemos com Jesus: agonia e êxtase, pranto e sorriso, descrença e esperança, frustração e realização não são inimigos nem opositores, tampouco momentos que se sucedem ou se alternam em nossa vida. São, em vez disso, “avesso” e “direito” da mesma tecedura, faces da mesma moeda, traços parciais da mesma realidade complexa. E que, vistos desde a montanha do coração, lá onde mora Deus, todo sofrimento pode ser vivido como entrega, assim como toda penúria pode se vestir de resiliência ou toda dificuldade pode estar grávida de superação. Enfim, que a dor e a morte podem não ser uma desgraça, mas trazerem, já em si, os prelúdios da ressurreição. Pois bem sabemos: Jesus não ressuscita somente depois da morte, mas já semeia ressurreição em cada palavra, em cada gesto, em cada gota de suor derramado pelo Reino, mas sobretudo na entrega derradeira de sua vida, na cruz.

Que também nós, iluminados pelo rosto do Transfigurado, tenhamos a coragem de subir a essa Montanha. Que, lá, contemplemos nossa vida, fortalecidos pelo testemunho de tantos Viventes que vieram antes de nós e agora nos encorajam desde dentro. E que, finalmente, desçamos reconciliados conosco e com nossas limitações, prontos a viver cada uma dessas cruzes cotidianas como oportunidade de entrega amorosa e amor oferente.

____________

Por, Frei João Júnior ofmcap

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!