Diocese de Uberlândia Em Destaque Reflexões Dominicais

15/09/2013: "Que se converta e viva"

“Este homem acolhe os pecadores e come com eles” (Lc 15,2). É essa a surpresa dos fariseus ao verem aproximando-se de Jesus ‘todos os publicanos e pecadores’. Não é diferente da supressa de muitos corações, que ainda trabalhando sob a lógica da retribuição e querendo ver punidos e rejeitados todos quantos pecaram e andaram errantes, descobrem que a lógica de Deus opera diferente.

Deus não “quer a morte do pecador e, sim, que ele se converta e viva” (Ez 18,23). E as três parábolas de Jesus apontam para esse pano de fundo: a justiça de Deus é justificação, é misericórdia e não esmagamento daquele que já sofre pelo pecado, o que seria acrescentar mal ao mal. Recuperando o que está perdido, Deus quer reconduzir os que se afastaram dele ao gozo e à festa do Reino, onde a melhor veste nos é preparada e um banquete nos aguarda. O fato de ele comer com os pecadores, portanto, não indica outra coisa, senão que esse Reino já irrompeu na sua gesta. E mais: todos aqueles, que os pretensos e os de reto fazer (os ‘perfeitos’) julgam estar fora, na verdade já se encontram inseridos.

paisagens_filho_prodigo_pai_rembrandt_gf

As três parábolas jogam com imagens extremadas, para escancarar o quão extremado é o amor de Deus. Um pastor capaz de abandonar noventa e nove ovelhas em busca de uma perdida é, no mínimo, desajuizado… Uma dona varrendo a casa atrás de uma moeda perdida, sem se importar em guardar as outras nove é, no mínimo, desesperada…  E o Pai que não vai atrás do filho mais novo, – diferente do pastor que procura a ovelha e da mulher que varre a casa – mas que simplesmente deixa-o partir, em busca de suas experiências, não forçando nada, inclusive permitindo que ele o declare por morto (afinal, em que outra circunstância se pede a herança?) é, no mínimo, impotente.

As três parábolas também mostram a iniciativa de Deus. O pastor e a dona de casa procuram o que perderam. Entretanto, o Pai somente espera; respeita a liberdade do filho, mas quando esse retorna, mal o vê de longe e corre ao seu encontro, abraçando-o, não importa o quão impuro esteja (já que vivia entre os porcos). O filho nem tem tempo para dizer a justificativa que ensaiou; porque para o Pai não parece importar se de fato ele se arrependeu, ou se voltou meramente porque teve fome. Para ambos os motivos, o Pai já se precaveu: acolheu o filho num abraço, preparou-lhe um banquete. Ou ainda; basta uma mínima fresta, para que Deus, como um sol, rompa a escuridão de nossas vidas.

paisagens_filho_prodigo_maos_rembrandt_gf

Por fim: em todas as parábolas há festa, ao final. Na última, um banquete com o melhor novilho. Então o filho mais velho chega e, com ele, todos os fariseus de todos os tempos; os de moral ilibada, retos e irrepreensíveis de nosso tempo também. Eles não erraram, não saíram de casa, mas se incomodam que o Pai festeje com o pecador. Por quê? Inveja da bondade do Pai? Pusilanimidade? Jesus, na parábola, descortina os sentimentos deles: na verdade, estiveram sempre próximos de Deus, enquanto seus corações jaziam longe. E, porque assim, não conseguiram ser fraternos.

O-pai-misericordioso-e-os-dois-filhos
O filho pródigo de Rembrandt

Aos pecadores, contudo, resta uma boa notícia: o amor de Deus é maior que todo e qualquer pecado.

___________________________

Por, Eduardo César

2 comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • De fato, somente Jesus de Nazaré é capaz de enxergar a beleza e a delicadeza da vida que subjaz em meio a realidade de nossa miséria existencial. O mundo e a Igreja seriam realmente diferentes se pudéssemos contemplar e acolher a vida preferencialmente pela caridde. Pe. Márcio

  • De fato, somente Jesus de Nazaré é capaz de enxergar a realidade da beleza e a delicadeza da vida que subjaz em meio a nossa miséria existencial. O mundo e a Igreja seriam realmente diferentes se pudéssemos contemplar e acolher a vida preferencialmente pela caridade.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!