A Diocese de Uberlândia

A Diocese de Uberlândia foi criada no dia 22 de julho de 1961 pela Bula “Animorum Societas“ do Santo Padre o Papa São João XXIII. Hoje, a diocese abrange 9 municípios da região extremo-oeste setentrional do estado de Minas Gerais: o Triângulo Mineiro. Possui 48 paróquias e mais de 200 comunidades entre igrejas, oratórios e capelas, organizadas pastoralmente em 7 foranias, com quase 100 padres diocesanos/religiosos e 54 diáconos permanentes.

Tem como limites a Arquidiocese de Uberaba (Minas Gerais) e as dioceses de Ipameri (Goiás), Itumbiara (Goiás), Patos de Minas (Minas Gerais) e Ituiutaba (Minas Gerais) abrangendo os municípios de Araguari, Araporã, Cascalho Rico, Estrela do Sul, Grupiara, Indianópolis, Monte Alegre de Minas, Tupaciguara e Uberlândia, com uma população estimada de 881.220 habitantes de acordo com o IBGE.

BISPOS:
1. DOM ALMIR MARQUES FERREIRA (1961-1977):
bispo diocesano;
2. DOM ONOFRE CÂNDIDO ROSA, SDB (1970-1977):
bispo coadjutor;
3. DOM FREI ESTÊVÃO CARDOSO DE AVELAR, OP (1978-1992):
bispo diocesano;
4. DOM JOSÉ ALBERTO MOURA, CSS (1992-2007):
bispo diocesano;
5. DOM PAULO FRANCISCO MACHADO (2008-atual):
bispo diocesano.

 

DESCRIÇÃO HERÁLDICA DO BRASÃO

Escudo com esmaltes de Azur e Sinople e metais Or e Árgen. O brasão traz consigo símbolos que representam a Diocese de Uberlândia – MG. Acima do escudo a Mitra forrada de Goles. Ao fundo a Cruz e o báculo decussados. No listel os dizeres: ‘‘Dioecesis Fertiliensis – Ut vitam habeant’’. O brasão da Diocese de Uberlândia foi criado no intuito de representar, de maneira artística, os símbolos da Diocese. O brasão foi criado em CorelDraw® com auxilio gráfico do heraldista Alan Daga Miatello.

A cor Argén (prata) representa a fé, a pureza e a integridade, virtudes facilmente encontradas em Maria pois ela ‘‘encontrou graça diante de Deus’’ (Lc 1,30). Esta cor também representa a paz: cada Cristão por ocasião de seu Batismo é chamado a ser um portador da Paz (Jo 14,27) e a Diocese, como porção do Povo de Deus hierarquicamente organizado, deve resplandece-la em sua ação pastoral. O Or (ouro), representa a nobreza, riqueza, a realeza sacerdotal de Cristo (Ap 5, 12). A cor Goles (vermelho) representa o sangue de Cristo que se doa pela sua Igreja amando-a até o fim (Jo 13,1). Goles representa ainda a ação do Espírito Santo que impulsiona a Diocese de Uberlândia no anúncio do Evangelho de Jesus. O Azur (azul) representa o zelo, a lealdade, caridade, justiça, beleza e boa reputação. Esta cor evoca também a figura materna de Maria Santíssima.O Sinople (verde) é o símbolo oriental do Espírito Santo enviado pelo Pai e pelo Filho afim de renovar a face da Terra. Representa também a esperança, o cuidado, a constância, a intrepidez, o silêncio, a abundância e amizade.

A mitra com elementos de Goles representa a ação do Espírito Santo que emana do poder episcopal. A cruz evidencia a centralidade do anúncio: “O Cristo crucificado” (1Cor 1, 23). As rosas simbolizam a padroeira da Diocese, Santa Terezinha. São quatro pois cada uma delas representa os evangelistas e o anúncio do Evangelho que nasce do mistério da Cruz de Cristo: em toda a Diocese deve florescer a Boa-nova de Jesus. As rosas “brotam” da Cruz representando a árvore da Vida que, pelo mistério da morte e ressurreição de Cristo, ao receber o sangue do Cordeiro, seiva da vida eterna, transforma a madeira morta em fonte de Vida para os que crêem no Cristo. As nove estrelas que semi circundam o interno do escudo representam as cidades que compõem a Diocese: cada uma delas, com sua luz, tem a missão de serem luzeiros que iluminam a caminhada da Igreja (Mt 5,15)

O rio de Árgen e Azur que corta o escudo é símbolo do nosso batismo. O horizonte, formado por quatro pequenos montes de Sinople, nos recorda a verdadeira Esperança do Cristão: a ressurreição. Na Sagrada Escritura, o monte é o lugar por excelência da revelação e do contato íntimo com Deus.É no monte que Moisés recebe as tabuas da lei (Ex 34, 2). Em diálogo com a samaritana, surge uma pergunta: “Onde é o lugar da verdadeira adoração?” (Jo 4, 20). Jesus confirma que não é em lugar físico que devemos adorar a Deus, mas sim em Espírito e em Verdade (Jo 4, 24), assim, o monte também representa a cidade de Uberlândia, sede da Diocese. No listel encontra-se os dizeres: ‘‘Diocese de Uberlândia – Para que todos tenham vida’’.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!