A Igreja no Brasil e no Mundo

"Acompanho com preocupação o drama dos cristãos de Mosul", afirma Francisco

Cidade do Vaticano (RV) – No último domingo, 20 de julho, o Papa Francisco telefonou ao Patriarca Sírio-católico Youssef III Younan. Na ocasião, o Santo Padre assegurou-lhe que “acompanha de perto e com preocupação o drama dos cristãos expulsos e ameaçados na cidade iraquiana de Mosul”, informou a Agência SIR.
Segundo o Patriarcado sírio-católico, “a conversação durou 9 minutos, durante a qual o Patriarca Younan agradeceu ao Papa e pediu-lhe para intensificar os esforços junto aos poderosos do mundo, colocando-os a par do fato que na Província de Nínive se está consumando uma limpeza de massa baseada na religião. Que vergonha pelo silêncio do assim chamado ‘mundo civilizado’”, deplorou.
Ao final da conversa, o Papa Francisco concedeu a sua Bênção Apostólica a todo o povo cristão do Oriente, assegurando que a paz e a segurança estarão sempre presentes nas suas orações.
Há poucos dias, o Patriarca havia denunciado o incêndio no Palácio Episcopal dos sírio-católicos de Mosul, provocado pelos extremistas do Estado Islâmico.
No Iraque, a comunidade cristã corre riscos de sobrevivência. Em Mosul não existem mais cristãos após dois mil anos. Os últimos remanescentes fugiram nestes dias, buscando refúgio no Curdistão.
Em 19 de julho, o Patriarca Younan encontrou no Vaticano o Secretário para as Relação com os Estados, o Arcebispo Dominique Mamberti. (JE)

Fonte: news.va

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!