Diocese de Uberlândia Em Destaque

Após reforma e benção solene, Órgão de Tubo da Catedral está pronto para novos concertos

Nessa segunda-feira (13), na Catedral Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, foi realizada a apresentação inaugural dos concertos de órgão da Igreja-mãe da Diocese de Uberlândia.

O organista alemão, Edgar Krapp, membro da Nova Sociedade de Leipzig e da Academia Bávara de Belas Artes, foi quem realizou o concerto inaugural. Estiveram presentes o Bispo Diocesano Dom Paulo Francisco Machado, Dom Valter (Bispo Emérito), além de vários padre da Diocese, bem como membros da comunidade uberlandense.

11065547_928790637141762_5759979720378082698_n

O repertório foi composto pelas seguintes obras: Toccata e Fuge – D. Mall – BWV 565, de Johan Sebastian Bach (1685-1750); Jesus Bleibet MEine Froude, de Choral – BWV 147; Concerto F Dur – Opus 4 N 5, Larghetto, Allegro, Alla Siciliana, Presto, de Georg Fr. Handel (1685-1759); Ave Maria, de Bach e Gounod; Hoch Leib Massch, de Felix Mendelssohn (1800-1847); Suite Gothique – Opus 25, Introdution, Choral, Mennuet, Ghotique, Priére, ‘A Notre Dame e Toccata, de Léon Bellmann (1862-1897).

O concerto foi precedido de uma breve locução do pároco da Catedral, Padre Hudson.

 10734025_928788903808602_6908841822263083999_n

“Ao entrarmos nesta igreja, Catedral de nossa Diocese, nós lemos: aqui se entra para louvar a Deus e se sai para amar os irmãos. Portanto, permitam-me chama-los, os que aqui estão, de meus irmãos na fé e em Cristo Jesus. Nós contamos nesta noite com autoridades eclesiásticas e civis e, graças a Deus, de grande parte do nosso povo, pois todos nós entendemos a grandiosidade deste evento realizado neste espaço […]. Como pároco da Catedral de Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face eu acolho a todos que vieram participar deste momento tão importante de apresentação inaugural dos concertos de órgão da Catedral de Santa Terezinha. Uma vez que olha para esta igreja e para este órgão devidamente restaurado, o nosso desejo não é outro, senão, tê-lo em pleno funcionamento […] Nós aproveitamos também a oportunidade para pedir ao Nosso Deus que abençoe e continue cuidando sempre de todos aqueles que estiveram envolvidos nas várias etapas deste trabalho. Com carinho e agradecidos, nós destacamos, a nossa diocese, Diocese de Uberlândia, nossa Catedral de Santa Terezinha, a Faculdade Católica de Uberlândia, Cemig, Senhor Luiz Humberto Carneiro – Deputado Estadual. Com carinho nós agradecemos a tantos irmãos nossos que têm esta igreja como a extensão de suas próprias casas e por isso não mediram esforços para que este sonho se tornasse hoje, então, uma realidade. Enfim, sintam-se todos acolhidos e agradecidos. Os nossos votos são de uma noite agradável e por que não dizer inesquecível. Aproveitemos o que o organista, o senhor Edgar, preparou para este momento. A ele também nós estendemos os nossos mais sinceros agradecimentos. Eu quero convidar agora, Dom Paulo Francisco Machado, que é Bispo da nossa diocese, para realizar a benção do órgão”.

11150262_928790550475104_6062777184939930262_n

Também antes do início do concerto, Dom Paulo realizou a benção do órgão, destacando a importância da música na liturgia, recordando que “a música provoca pequenas fissuras na alma, fazendo com que as pessoas fiquem mais abertas ao Espírito Santo”. Após a benção, Cora Pavan Capparelli, proferiu algumas palavras.

11156254_928789903808502_6411118936162050521_n

“Deus me concedeu esta longevidade para que eu pudesse realizar o sonho de que esta igreja pudesse construir um órgão como aquele em que eu ouvi na Igreja Nossa Senhora da Consolação, durante os anos em que estudei em São Paulo […] num curso só para moças, em que eu tinha o um verdadeiro prazer, um deleite em ouvir aquelas músicas maravilhosas […]. E eu pensava: nós precisamos ter um órgão aqui nesta catedral […] passaram alguns anos, o clima não era favorável […] e algumas reformas foram necessárias e nós passamos uma longa temporada com o órgão apresentando problemas […] Quero dizer então, obrigada meu Deus, por eu estar aqui hoje para ouvir. Quero agradecer o nosso Bispo, o pároco, os padres que têm trabalhado para isto. Agradecer todos os paroquianos que auxiliam nas barraquinhas […] Vamos presenciar esta música maravilhosa. E eu só posso dizer: muito obrigada meu Deus”.

 1512404_928789107141915_1263016504458959316_n

O concerto durou aproximadamente uma hora e foi atentamente acompanhado pelo público presente. Ao final, o público – que lotou a catedral – aplaudiu de pé e com vigor o organista, que realizou um belo espetáculo para a comunidade uberlandense. O organista reverenciou o público e até tocou uma breve melodia após ter sido saudado, se mostrando bastante agradecido aos presentes.

Dom Paulo realizou o encerramento da Solene inauguração e benção do órgão, dizendo:

“Agradeço a Deus, pois Ele deu ao homem a genialidade para construir instrumentos de som. Ele também ouve nossa voz e se alegra com o nosso canto, com o nosso louvor. Agradecemos ao artista, organeiro e organista, que com inteligência, técnica, sensibilidade, compõem sons múltiplos para o nosso deleite. Quero agradecer os padres que estiveram à frente desta reforma. Agradecemos à pessoas e instituições. São tantas pessoas que nos ajudaram e com tanto ânimo se empenharam para nos blindar com este novo órgão. Enfim, agradecemos a todos que amam a música e se fazem presentes nesta noite. O Concílio Vaticano II, admitiu ao culto divino outros instrumentos batizados ao culto litúrgico, mas continuou a dar preferência ao órgão […] ‘na Igreja tenha-se em grande estima o órgão de tubos instrumento tradicional cujo som é capaz de acrescentar um louvável esplendor nas cerimônias da Igreja e de elevar poderosamente os ânimos para Deus. Quanto ao organista, este realiza um importante ministério e serviço à comunidade orante. […] entregamos a toda a comunidade na fé e a toda a Diocese de Uberlândia, fruto da generosidade e empenho de tantas pessoas. Cada tudo seja como que expressão de uma boca e de um coração dispostos a cantar nosso louvor ao Pai celeste. Tenha certeza que ao seu toque os corações dos fiéis se voltarão para as realidades mais – ou, tenha certeza de que só voltados para o que é mais alto, somos ou seremos capacitados a dar um tom mais humano, mais nobre, mais bonito, mais fraterno à nossa, por vezes, tão sofrida realidade. Enfim, ainda estou certo que ao soar solene do som de nosso órgão é toda a diocese que eleva ao Senhor seu suave canto de louvor. Muito obrigado”.

__________

Por, Leandro Oliveira

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!