A Igreja no Brasil e no Mundo

Arquidiocese de Montes Claros lança campanha contra a fome

000000caritas_montesclaros“Uma Família Humana – Pão e Justiça para todas as pessoas”, esse é o nome da Campanha promovida pela Cáritas Internacional e que foi lançada na arquidiocese de Montes Claros (MG), no dia 20 de maio, no auditório do Colégio Marista São José. A iniciativa tem o objetivo de contribuir com a meta estabelecida pelas Nações Unidas de reduzir pela metade, até 2015, o número de pessoas que vivem em extrema pobreza.

 Durante a cerimônia de abertura da Campanha na arquidiocese, o arcebispo de Montes Claros (MG) e presidente do regional Leste 2 (Minas Gerais e Espírito Santo) da CNBB, dom José Alberto, lembrou as palavras do papa Francisco sobre a fome. “O Papa nos pede para ajudarmos a saciar a fome, e o Salmo 85 diz que a justiça e paz se abraçam. Não basta dar um prato de comida, é preciso dar dignidade, dar vida. Jesus instituiu a Eucaristia para mostrar que é possível dar a própria carne o próprio sangue”, disse.

Na ocasião, houve uma celebração organizada pela diretoria da Cáritas de Montes Claros, que trouxe cerca de 70 pessoas sem moradia e sem teto que tiveram suas casas derrubadas, que deram depoimentos e contaram suas histórias reais aos participantes.

Segundo o secretário da Cáritas no Estado de Minas Gerais, Rodrigo Vieira, um dos trabalhos da instituição é fazer com que as pessoas criem um senso de fraternidade. “Somos presentes em 162 países e queremos em todos eles, despertar o respeito humano, sensibilizando as pessoas para a dor do outro. Sabemos que a fome não é um fenômeno natural”, disse.

Ainda de acordo com o secretário, de julho a novembro, serão promovidas rodas de conversas nas paróquias e comunidades para sejam levantados os focos de fome em cada região no Norte de Minas, Vale do Mucuri e Jequitinhonha. “Entendemos que fome só sabe quem tem. E sentir fome, é um sofrimento que fere a dignidade da pessoa humana”, afirmou.

A fome

Mesmo o Brasil sendo a sexta mais rica economia do mundo, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a desigualdade ainda é evidente para 57 milhões de brasileiros. Pensando no problema da fome local e mundial, somam-se hoje mais de 1bilhão de pessoas que não tem o que comer.

CNBB com informações da assessoria de imprensa da arquidiocese de Montes Claros

Fonte: cnbb

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!