Diocese de Uberlândia Em Destaque

Comunidade Santíssima Trindade foi solenemente dedicada ao Culto

Ocorreu nessa última quinta-feira, 03, a Dedicação da Igreja Santíssima Trindade, pertencente à Paróquia Bom Jesus, em missa presidida pelo bispo diocesano, Dom Paulo Francisco Machado, em Uberlândia.

dedicacao

A celebração contou ainda com a presença de Padre Willians Soares – pároco -, e dos padres, Aldemir Pires, Diogo Naves, Marcelo Augello, Márcio Gonçalves, Robson Oliveira e Guilherme Sort, além dos diáconos Newton Mendes e Pedro Matias.

A missa de Dedicação teve início do lado de fora da igreja com a benção das chaves do templo pelo bispo diocesano e entregue ao pároco, Padre Willians Soares.

Durante a Liturgia da Palavra, houve a prece da Dedicação com o propósito de dedicar para sempre esta igreja ao Senhor Deus. Em seguida, foi feita a unção do altar e das paredes da igreja Santíssima Trindade com o óleo do santo Crisma. Encerrando a dedicação foi realizada a iluminação do altar e da igreja, lembrando também que Cristo é a Luz que ilumina todos os povos.

uncao

Em sua homilia, Dom Paulo ressaltou a importância da dedicação do prédio construído pela comunidade, onde a assembleia se reúne e Cristo se faz presente. Ali se torna presente a Igreja. Também explicou que o antigo povo de Deus – os hebreus – possuía um templo dedicado a Deus, mas que o templo dos cristãos é o próprio Cristo, e que nos tornamos templo do Espírito Santo pelo batismo. Durante a homilia aproveitou para agradecer a todos os que se empenharam para a construção deste espaço orante. A íntegra da homilia pode ser lida abaixo.

homilia

“Primeira coisa que vem à minha mente quando se trata de uma dedicação de uma igreja é como que recordar como surgiu esta igreja. A igreja não é fruto de uma obra só material. Ela é resultado de uma fé e de tantas pessoas que contribuíram para esta construção. A igreja começa genuinamente quando um grupo de pessoas se reúnem para rezar o terço, para ler a palavra de Deus, para refletir sobre esta palavra e viver segundo esta palavra. Aí é que está a fonte deste templo tão bonito, ou melhor, desta igreja tão bonita! Porque o templo somos nós. Então, é um sentimento de gratidão que invade o meu coração neste momento. Não tenho condições e só mesmo a partir de uma longa história é que seria possível enumerar aquelas pessoas que deram início à vida comunitária de pessoas, que creem em Cristo, que tomam a palavra de Deus e comem o pão da vida e aí se dispõem a construir um prédio para reunir a assembleia dos que creem. A Igreja é a assembleia dos que creem, ou, a Igreja é assembleia, a reunião, daqueles que vivem ou procuram viver sob o senhorio de Jesus Cristo. Então, sempre que dedico uma igreja, meu primeiro pensamento, mesmo não conhecendo, é um pensamento de agradecimento àquelas pessoas que tornaram possível um sonho, com a graça de Deus e com a persistência para criar um espaço orante, um espaço de comunhão, um espaço de fraternidade, um espaço de oração, de adoração, de graças, de perdão […]. Igreja, eu tenho uma certa dificuldade com essa palavra. Igreja e templo. Templo, os judeus tinham um templo – tiveram três até. Então, o povo, o antigo povo de Deus, a partir de Salomão passam a ter um espaço onde eles entendem que Deus se faz presente de uma forma muito especial, porque já o universo enquanto obra criada é templo de Deus. Aqui, vamos entrar neste prédio e termos uma experiência – é o lugar onde Deus mora e a morada de Deus é coração humano. E quando os cristão se reúnem Cristo se faz presente, então nós temos o templo, o corpo de Cristo – o corpo de Cristo é templo. Nosso corpo, nossa existência se torna templo desde o instante do batismo. Então, é importante primeiro entender, contar uma estória. Trata-se de uma estória de beduínos: ‘Um dia, um beduíno – um árabe então – descobriu no meio do deserto uma criança recém nascida, nascida no meio do deserto, na pedra, na areia. Uma criança que se retorce de dor e areia causticante, o sol inclemente, vai matar aquela criança. Esse beduíno se encheu de compaixão quando viu aquela criança sofrendo tanto. Toma a criança, lava, cuida. Aquela criança se torna uma mocinha e o beduíno casa-se com aquela moça’. É uma estória de amor. Essa é a estória de amor do povo santo de Deus. É a nossa história. Porque sempre que nós dedicamos um templo nós recordamos continuamente nossas origens.

uncao

Por isso, a primeira, um dos primeiros livros é recordar o batismo, recordar o dia em que a Trindade Santa nos abraçou, nos acolheu e fez com que participássemos de sua dança de amor. Afinal de contas, ‘quando é que começamos a ser templo do Espírito Santo?’. É a partir daquele momento em que foi jogada sobre nós a água e que foi dito: ‘eu te batizo em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo’. Assim mesmo, com essas coordenadas: e do Filho e do Espírito Santo. Porque os três são igualmente Deus, têm a mesma natureza e são iguais. A única distinção é uma distinção de relação: um é Pai, o outro é Filho e o outro Sopro do Pai e do Filho. Então nós somos inseridos na vida trinitária. Como nos diz o texto da segunda leitura: ‘Ora, não sabeis que sois templo do Espírito Santo?’. E se está o Espírito ali está também o Filho e está também o Pai. É o que antigamente se usava, a expressão: vida na Santa Trindade, a Santíssima Trindade. Por isso, nós aqui hoje, vamos dedicar esse prédio. Eu diria, ele já é dedicado, é uma redundância, porque tem o nome da Santíssima Trindade. Quando tem lá uma igreja de Santo Antônio aí precisamos como que recordar da Santíssima Trindade, porque a dedicação é ao Pai, pelo Filho, no Espírito Santo. Mas o padroeiro, vamos dizer assim, é um determinado santo, mas ele só foi santo porque o Espírito, a Trindade Santa o atraiu, fez parte da vida deste santo. Como também, nos atrai, nos convida e nos chama a viver uma vida santa.

dedicacao

Então vamos pedir que Deus na dedicação desta igreja, vamos pedir que Deus nos torne verdadeiramente templos da Trindade, templos do Espírito Santo, para viver a vida nova que tem essa dimensão pascal. Que Maria Santíssima, ela que soube acolher de forma tão plena o Verbo de Deus e nela o Verbo assumiu a nossa natureza humana, ela a primeira discípula de seu Filho, que ela nos ajude a grandeza e beleza de ser cristão, de ser filho de Deus. Qual o sentimento eu fico imaginando aqui, qual seria o grande propósito de pessoas que vem a esta igreja da Santíssima Trindade? Viver sob a força e o dinamismo do Espírito Santo. Naquela passagem do Gênesis (dos anjos), o que foi marcante nessa história que é representação da Trindade, o que foi marcante foi a hospitalidade, o cuidado, com que Abraão acolheu aqueles três. Então, também somos chamados a ser marcados por essa acolhida do Sopro, do Espírito Santo em nossa vida. E aí promover algo mais aqui. Se em outras igrejas acharíamos, assim, muito estranho a desunião, muito mais estranho é uma comunidade que frequenta a igreja da Santíssima Trindade, que é incapaz de viver em comunhão, que é incapaz de viver na unidade, […], que fica sempre contaminada pelo espírito de inveja, de competição, que não deveria ter lugar numa comunidade cristã.

12342722_1037745416246283_868656304312006150_n

Numa comunidade cristã o que importa realmente é a Santíssima Trindade. Então, está aí o desafio, que sabe com o passar do tempo nós sejamos capazes de viver mais profundamente essa espiritualidade que vem desse nosso amor ao grande mistério da Santíssima Trindade. Porque não adianta falar tanto, fazer o sinal da cruz, cantar o Glória, rezar muitas vezes com inclinações monacais – glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo – não basta isso. É preciso mais, é preciso viver como pessoas que acreditam no poder de Deus, como pessoas que mesmo havendo diferenças, reconhecendo as diferenças, saibam valorizar as diferenças e, claro, que se tenha uma unidade, que possa se assemelhar à Trindade que está no céu e se encontra em nós”.

Ao final da celebração os fiéis seguiram para o salão da igreja para se confraternizarem

___________________

Por, Leandro Oliveira

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!