Diocese de Uberlândia Em Destaque

Das 07h às 17h, do dia 08 de novembro: Assembleia Diocesana

A Diocese de Uberlândia realizará no segundo domingo de novembro, 08, a partir das 07h, no Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, a sua Assembleia Diocesana de Pastoral.

261114-yzhmY7GjyzZY

Dom Paulo Francisco, bispo diocesano, convocação toda a Diocese para este importante evento eclesial na Missa da Unidade deste ano, no dia 02 de abril. Deste então, as Paróquias foram se organizando e se articulando para o bom êxito da Assembleia.

Cada uma das 48 Paróquias respondeu ao questionário, com perguntas referentes ao Plano Pastoral de 2011-2015. Ao longo do ano, aconteceram duas reuniões preparatórias para esta Assembleia em novembro. A primeira foi no dia 08 de agosto e a segunda no último dia 17 de outubro.

São convocados a participar da Assembleia: os Presbíteros, os Diáconos Permanentes, Seminaristas, Religiosos e Religiosas, as Coordenações dos 4 Eixos de Pastoral e das Pastorais Diocesanas mais três delegados pré-designados, além de outros cinco delegados encaminhados de cada Paróquia.

O objetivo da Assembleia é elaborar o novo Plano Pastoral que irá vigorar de 2016 a 2020. O Plano é dividido por quatro eixos, são eles:

  1. Encontro com Jesus Cristo
  2. Renovação da Vida Comunitária
  3. Formação Bíblico-Doutrinal
  4. Compromisso Missionário

Confira abaixo a Carta-convocação na íntegra

[box type=”error”]

Convocação para Assembleia de Pastoral

Há quatro anos, por ocasião das comemorações do Ano Jubilar Áureo da nossa Diocese de Uberlândia, eu convocava todos os fieis para a Assembleia Diocesana, dando continuidade ao nosso itinerário evangelizador, e assim, nos desincumbirmos da missão a nós confiada pelo Senhor: “Ide por todo o mundo, proclamai o Evangelho a toda  criatura” (Mc 16,15).

No dia 22 de julho foi apresentado o Plano Pastoral para o quadriênio de 2011- 2015. Convém recordar o objetivo geral proposto: “Evangelizar nossa Igreja particular, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária e profética alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia a luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (cf. Jo 10,10), rumo ao reino definitivo”.

Em tempo razoável, foram feitas amplas consultas mediante poucas perguntas  objetivas, às paróquias e comunidades em preparação para a Assembleia. Das respostas recebidas é que se construiu nosso atual Plano Pastoral, ainda vigente, fundado em quatro eixos.

Eixo 1 – Encontro com Jesus Cristo. Foram promovidos, conforme as sugestões, retiros a nível diocesano, forâneo e, até mesmo paroquial. Está em andamento a revisão e as orientações práticas para os sacramentos e sacramentais.

Eixo 2  –   Renovação da vida comunitária. Visa-se a criação ou revisão dos conselhos,  especialmente os pastorais e econômicas, e ainda, a setorização, entendida como multiplicação das pequenas comunidades, lugar apropriado para o conhecimento, aprofundamento e aplicação da fé, vivência da caridade.

Eixo 3 – Formação bíblico-doutrinal – Terminamos o novo diretório catequético. Com alegria, já podemos contar com algumas dezenas de leigos e leigas com titulação de bacharéis em Teologia.

Eixo 4 –  Querigma – Em algumas foranias foram realizadas as Santas Missões Populares. Procurou-se potenciar algumas pastorais sociais, melhorando espaços para a sede do clube de mães, pastoral da saúde, pastoral da criança e dar melhores condições de trabalho à pastoral carcerária, etc. No campo das comunicações sociais ainda há muito que fazer, embora tenhamos novas instalações para a Rádio América. O nosso portal da internet está mais dinâmico, e temos um “facebook” bastante acessado.

Essas poucas informações dão-nos conta do quanto ainda nos falta fazer. É hora, pois, de avaliar os passos dados.

Em meados do mês de maio, de acordo com calendário pré-estabelecido, entregaremos um questionário para favorecer o processo avaliativo. Será importante a participação mais ampla possível. Nenhuma paróquia poderá se omitir de sua contribuição. Especialmente esse questionário deverá ser refletido e respondido em primeiro lugar pelos conselhos de pastoral, mas também deve ser levado aos agentes  das mais diversas pastorais. Não se omitam as pessoas consagradas. Até o dia 18 de junho teremos em mãos as respostas.

Na primeira quinzena do mês de agosto, mais precisamente no dia 08, teremos a oportunidade de refletirmos sobre a visão eclesiológica do papa Francisco tomando as orientações, iluminações e conselhos encontrados na Exortação “Evangelii  Gaudium”. Dois meses depois, todo o clero receberá uma síntese das respostas e, finalmente, no dia 08 de novembro, nos reuniremos em Assembleia. Essa será primeiramente avaliativa para considerarmos os passos que foram dados e, diante dos desafios novos que explodiram recentemente, vamos fazer propostas para o  quatro anos vindouros.

Convém recordar que a Igreja é uma sociedade “sui generis”, povo de Deus organizado hierarquicamente, no qual os “maiores”  são servidores. Tenha-se sempre em mente que ela é Corpo de Cristo animado pelo Espírito Santo. Sua missão precípua  é anunciar o Evangelho da Graça e, por isso, é Evangelho: da Vida, da Alegria, da Esperança do Amor.

Sem dúvida, descortinam-se diante de nossos olhos imensos desafios, mas eles não nos levam à derrota. Lembremo-nos do primeiro testemunho literário da figura da Igreja como barca a suportar seja a monótona calmaria do oceano  por ela singrado, seja pelo fragor das fortes ondas: “Aquele barquinho prefigurava a Igreja inquieta no mar do mundo, pelas ondas da perseguição e tentações, enquanto o Senhor, por causa de sua paciência, parecia dormir até o momento em que, despertado pela prece dos santos, domina o mundo e restitui a tranquilidade aos seus.” (Tertuliano, De Baptismo, 12)

Os desafios apresentados à nossa Igreja Particular e a todas as Igrejas de nosso Brasil não são superados com nossa arte retórica, nossa sabedoria, mas com a sabedoria do “Deus ensanguentado” e, ao mesmo tempo, vitorioso que seguimos como discípulos. Nossas preces elevadas aos céus na intenção de nossa amada Diocese são as armas maiores de que dispomos para cumprir nossa missão, de contaminar a sociedade com a  graça que sempre gotejará da Cruz, do Mistério Pascal. Rezemos ao Senhor pelo desejado êxito de nossa futura Assembleia.

Encerro recomendando-nos a Maria Santíssima, Estrela da Evangelização, fazendo uso da prece com que o Papa Francisco termina sua Encíclica “Evangelii Gaudium”:

Virgem e Mãe Maria,

Vos que, movida pelo Espírito, acolhestes o Verbo da Vida na profundidade da vossa fé humilde, totalmente entregue ao Eterno, ajudai-nos a dizer o nosso “sim” perante a urgência, mais imperiosa do que nunca, de fazer ressoar a Boa Nova de Jesus.

Vós, cheia da presença de Cristo, levaste a alegria a João o Baptista, fazendo-o exultar no seio de sua mãe. Vós, que permanecestes firme diante da Cruz com uma fé inabalável, e recebestes a jubilosa consolação da ressurreição, reunistes os discípulos à espera do Espírito para que nascesse a Igreja evangelizadora.

Alcançai-nos agora um novo ardor de ressuscitados para levar a todos o Evangelho da vida que vence a morte. Dai-nos a santa ousadia de buscar novos caminhos para que chegue a todos o dom da beleza que não se apaga.

Vós, Virgem da escuta e da contemplação, Mãe do amor, esposa das núpcias eternas, intercedei pela Igreja, da qual sois o ícone puríssimo, para que ela nunca se feche nem se detenha na sua paixão por instaurar o Reino.

Estrela da nova evangelização, ajudai-nos a refulgir com o testemunho da comunhão, do serviço, da fé ardente e generosa, da justiça e do amor aos pobres, para que a alegria do Evangelho chegue até aos confins da terra e nenhuma periferia fique privada da sua luz.

Mãe do Evangelho vivo, manancial de alegria para os pequeninos, rogai por nós.

Amém”.

Rezemos a Oração pela Assembleia Diocesana

 “Pai Celeste, a vossa Igreja que se encontra em Uberlândia, no desejo de cumprir sua missão evangelizadora, roga a vossa graça, para sua Assembleia no final deste ano. Fazei com que todos os fieis, comprometidos com tal causa, saibam, à luz do Evangelho, alegrar-se com o bem, não esmorecer diante dos desafios, avançar sempre mais no cumprimento de sua missão. Dai-nos a graça de olhar com humildade para nossas limitações, coragem diante dos desafios, esperança cristã diante do futuro.

Que Maria Santíssima, Estrela da Evangelização, lance seu olhar materno e protetor sobre nossas ações pastorais. Tudo isso vos pedimos, ó Pai, por intercessão de Jesus Cristo, nosso Senhor, na unidade do Espírito Santo. – Amém.”

[/box]

____________________

ASSEMBLEIA DIOCESANA
08 DE NOVEMBRO – DOMINGO
DAS 07H ÀS 17H
SANTUÁRIO DIOCESANO NOSSA SENHORA APARECIDA

 

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!