Diocese de Uberlândia Em Destaque

Dom Paulo Francisco encerra visita pastoral à São Judas Tadeu

Dom Paulo Francisco Machado, bispo diocesano, encerrou nessa Terça-Feira (01), a visita Patoral à Paróquia São Judas Tadeu, no Bairro Roosevelt, iniciada no dia 28 de Agosto, que foi interrompida a pedido de dom Paulo por motivos pessoais.

025

Ao longo da visita pastoral, o bispo da diocese de Uberlândia se encontrou com os fiéis das três comunidades que formam a Paróquia São Judas Tadeu; matriz, Nossa Senhora de Lourdes e Rainha da Paz, celebrando, inclusive, na nova comunidade da qual ele foi o primeiro a presidir a Eucaristia; a comunidade Santa Rita de Cássia. Dom Paulo se encontrou ainda com profissionais da saúde [Unidade de Atendimento Integrado UAI], visitou enfermos, ministrando-lhes, inclusive, a unção dos enfermos, e também o 92º batalhão da Polícia Militar, presente no bairro Roosevelt.

dompulo

saude

Imagem 017

Assim, concluindo a visita pastoral, em companhia do pároco, Pe. Itamar de Almeida Machado, dom Paulo se reuniu na “igrejinha” de São Judas Tadeu com empresários católicos e que participam da Paróquia. Estavam presentes à reunião, que começou às 09h10, empresários do setor da moda, do comércio, da saúde e do lazer. Dos muitos assuntos abordados, o tema da violência preponderou, tendo em vista o alto índice de criminalidade no bairro Roosevelt. Segundo um dos empresários presentes, seu estabelecimento já foi assaltado mais de 12 vezes ao longo dos últimos anos. Ainda segundo o mesmo empresário, “as drogas são as maiores responsáveis pelo aumento considerável da bandidagem”, lamentou.

029

Ainda com relação às mudanças pelas quais a cidade de Uberlândia tem passado, como o crescimento desordenado e o alto custo de vida, os empresários constataram que a sociedade atual passa por rápidas e profundas mudanças, tornando-se, paulatinamente, numa “sociedade hedonista e consumista, em que os pais já não impõem mais limites aos seus filhos”, por exemplo, o que justificaria, segundo eles, a grande presença de jovens nos crimes e na violência de um modo geral.

Como resposta aos exemplos apresentados, dom Paulo Francisco comentou que a ajuda da Igreja em relação ao jovem, por exemplo, passa pelos chamados Grupos de Jovens, que têm como objetivo a formação, interação e socialização do jovem, além de afirmar que os “grupos de jovens formam, além de bons cristãos, excelentes líderes”, confirmados depois pelo próprio mercado de trabalho.

034

Ao término do encontro, os empresários católicos e o bispo diocesano refletiram o texto evangélico de Lucas 16, 19-31, onde o autor sagrado apresenta a parábola de Jesus sobre o homem rico que se banqueteava todos os dias, enquanto o pobre Lázaro, à sua porta, não recebia sequer as migalhas que sobravam da mesa do rico. Segundo dom Paulo, a chave de leitura para este texto é a partir do homem rico, pois, o que Jesus condena é a insensibilidade do rico; a sua incapacidade de se colocar no lugar do pobre e de lhe estender a mão, ajudando-o a sair daquela situação miserável. O ideal, afirmou o religioso, “seria que as distâncias entre riqueza e pobreza não fossem tão grandes. O condenável no rico é que ele não viveu a compaixão; ele não foi capaz de olhar de forma fraterna para aquele à sua frente”.

A reunião com os empresários terminou com um pedido do bispo diocesano aos empresários católicos: “não tenham medo de investir no humano, pois ele guarda a imagem de Cristo”, finalizou.

038

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!