Diocese de Uberlândia Em Destaque

Entrevista com Rodrigo Santana, músico do MOE

O músico católico Rodrigo Santana recebeu o ELODAFÉ em seu escritório na tarde dessa Quinta-feira (24), para um bate-papo sobre o show de lançamento do CD “Nosso momento” que ocorrerá logo mais a noite, às 20h, na casa de espetáculos “Palácio de Cristal”. A entrada é 1 Kg de alimento não perecível, retirável na Paróquia São Cristóvão.

rodrigo

Confira abaixo os principais momentos dessa nossa conversa.

ELODAFÉ: Rodrigo, primeiramente, quem é “Rodrigo Santana”?

Rodrigo Santana: É uma pessoa que veio de Ituitubada, que enfrentou muitas dificuldades na infância, na adolescência, não teve grandes oportunidades, por uma ocasião da vida vim para Uberlândia (2000), onde me formei em Publicidade e Propaganda. Eu me formei, trabalhei na área, mas desde a infância eu carrego esse gosto pela música e que vem paralelo a tudo o que eu faço em minha vida. Após minha faculdade, formei aqui em Uberlândia uma banda secular. Em 2006 fui morar em São Paulo para seguir carreira na música e, achando que iria fazer sucesso, mas, na verdade, foi um tempo muito difícil; a adaptação foi muito difícil; longe da família, falta de recursos financeiros. No final daquele ano, vim passar as férias de final de ano com a minha família, onde tive um acidente de carro na BR 050 que liga Uberlândia-Uberaba e, a partir desse momento, minha vida deu uma virada muito brusca. Eu fiquei 20 dias em coma, 60 dias internado e passei por 11 cirurgias. Após receber alta fui para Ituiutaba, pra casa da minha mãe, para me recuperar. Fiquei muito debilitado. Voltei para Uberlândia para retomar minha profissão. A partir dali algumas coisas foram mudando, embora eu não percebesse bem o que era. Os meus amigos já não me chamavam tanto para sair; alguma coisa estava mudando. Eu me sentia um peixe estranho nos lugares em que eu antes estava acostumado a ir. De repente eu me vi dentro da Igreja. Quero ressaltar aqui que antes eu não passava sequer na porta da Igreja. Eu não achava interessante. No ano de 2007 eu conheci a minha namorada, a Cristiane, que me apresentou um padre que, segundo ela, eu iria gostar muito: “olha, tem um cd aqui de um padre que você vai gostar muito”, porque ela já vinha de uma caminhada dentro da Igreja, e, realmente, eu gostei. Era o CD do Pe. Fábio de Melo. Ela me disse que ele ficava em Cachoeira Paulista, na Canção Nova. “Vamos lá pra você ver”. E eu disse, então vamos. Gostei muito do carisma da Canção Nova; ouvi as palestras e foi o local em que me senti muito “tocado”. Ao voltar de lá, eu recebi um convite de um casal que fazia parte do movimento de oração e escuta. Passados duas semanas e eu não tinha ido. Após este período, eu os encontrei novamente e eles me fizeram novamente o convite.  Então eu fui, eles me apresentaram aos coordenadores e estou lá até hoje.

ELODAFÉ: Por que a gravação de um CD?

Rodrigo Santana: A ideia da gravação desse CD partiu das próprias pessoas que participam do “nosso momento”. A mais ou menos dois anos atrás, os frequentadores do “nosso momento” começaram a perguntar se nós não tínhamos um CD. Até então eu não tinha esse propósito. Haja vista que o momento dentro dos 13 anos do MOE não havia nenhum material para arrecadar algum tipo de verba; sempre vivemos de doações. Eu levei a proposta para a nossa coordenação e eles aceitaram, graças a Deus. Sentamos várias vezes para discutir esse projeto e começamos então, no início deste ano, levamos ao conhecimento do nosso pároco, Pe. Joaquim Porto, que acolheu muito bem esse projeto. E, desde então, começamos a viabilizá-lo. A ideia desse CD partiu da possibilidade das pessoas levarem para casa um “pedacinho” do “nosso momento” para casa. Esse era o grande desejo deles. E por que não presentear às pessoas queridas e, por último, não deixa de ser um projeto de evangelização, por meio da música católica divulgando a Desatadora dos Nós. Graças a Deus esse projeto vem dando certo, muitas pessoas apoiaram, não somente com patrocínio, mas também doações e, principalmente, com orações. Graças a Deus hoje esse projeto está se tornando realidade.

ELODAFÉ: O CD leva o nome de “nosso momento”. É, portanto, um CD do Movimento de Oração e Escuta (MOE)?

Rodrigo Santana: Isso mesmo. Por que nosso momento? De fato é um CD que é do “nosso momento”. É importante que se deixe claro que não é um CD do Rodrigo Santana. É um CD do MOE em devoção a Nossa Senhora Desatadora dos Nós. E é interessante que, eu sendo cantar do MOE e estando a frente desse projeto e sendo o cantor do Movimento eu teria que compor uma música para Nossa Senhora, pois, eu sendo músico, me senti nessa obrigação. E graças a Deus, á luz do Espírito Santo, eu consegui compor essa música, intitulada “nosso momento”.

Para ouvir um trecho da canção “nosso momento”,

[button color=”red” link=”http://elodafe.com/wp-content/uploads/download-manager-files/musicarodrigosantana.mp3″ target=”_blank” font=”georgia” align=”left”]CLIQUEAQUI[/button]

__________________

Show de Lançamento do CD “Nosso Momento”

Palácio de Cristal
Hoje (24), Quinta-Feira, às 20h
Ingresso: 1 kg de alimento não perecível.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!