Pastorais e movimentos Podcast

Finados, por Dom Paulo Francisco Machado

No mês de novembro, a Igreja faz memória dos fieis falecidos. Para muitas pessoas nos nossos dias, esta comemoração não tem sentido algum, um a vez que para os materialistas a existência da nossa alma espiritual é negada, tratar-se-ia – suma ignorância – de uma invenção de certas religiões, um objeto de fé. Mas afinal, para nós cristãos, o que dizer? – Reconhecemos, primeiramente por força da luz da razão, que não somos só matéria, corpo. Somos sim a junção, a comunhão estreitíssima – gostaria de dizer “estreitíssima” de corpo e alma. Esta, por ser espiritual, não se encontra sujeita à destruição por nenhuma realidade material. Não existe vírus, bactéria, arma de fogo que possa destruí-la. Em outras palavras, nossa alma, por ser espiritual, é imortal. Somente por hipótese o seu criador (Deus) poderia aniquilá-la, o que deporia contra sua suma inteligência e sabedoria, pois cria realidade imortal para depois reduzi-la ao nada.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!