Diocese de Uberlândia Em Destaque

Forania São Lucas realizará mutirão de confissões

A Forania São Lucas realizará de 01 a 11 de abril mutirão de confissões em preparação para a Semana Santa, em dois períodos: à tarde, das 15h às 17h e, à noite, das 20h às 22h.

"o ministro perdoa, é Cristo quem perdoa" - teologia do sacramento -
“o ministro perdoa, é Cristo quem perdoa” – teologia do sacramento –

[box type=”tip”]

Forania é uma das circunscrições eclesiásticas da Igreja Católica. Consiste num grupo determinado de paróquias dentro de uma diocese. Cada forania é confiada a um vigário forâneo (título dado pelo bispo a um grupo de padres dentro do vicariato). Essa união de diversas paróquias mais próximas territorialmente favorece o trabalho pastoral mediante uma ação em comum. Os padres forâneos são eleitos pelos representantes das paróquias (párocos e vigários) por 2 anos, que por sua vez, representam aquele território, ou seja, a forania junto ao conselho presbiteral.

[/box]

Compõem a Forania São Lucas as respectivas Paróquias; Cristo Rei (bairro Alvorada), São Mateus (bairro Finotti), São Francisco e Santa Clara (Umuarama), Nossa Senhora do Caminho (bairro Santa Mônica), São Sebastião (bairro Tibery), Santo Antônio (bairro Morumbi) e Santa Mônica (bairro Santa Mônica).

Dos cinco mandamentos da lei da Igreja*, um deles se destaca sobretudo neste tempo quaresmal: “confessar-se ao menos uma vez por ano”, intrinsecamente complementado pelo outro que diz: “receber o sacramento da comunhão ao menos pela páscoa da ressurreição”.

O Catecismo da Igreja Católica (CIC), nos números 1485-1498, a esse respeito orienta:

«O perdão dos pecados cometidos depois do Batismo é concedido por meio dum sacramento próprio, chamado sacramento da Conversão, da Confissão, da Penitência ou da Reconciliação. Quem peca, ofende a honra de Deus e o seu amor, a sua própria dignidade de homem chamado a ser filho de Deus, e o bem-estar espiritual da Igreja, da qual cada fiel deve ser pedra viva […]  Os atos do penitente são: o arrependimento, a confissão ou manifestação dos pecados ao sacerdote e o propósito de cumprir a reparação e as obras de reparação. Os efeitos espirituais do sacramento da Penitência são: a reconciliação com Deus, pela qual o penitente recupera a graça; a reconciliação com a Igreja; a remissão da pena eterna, em que incorreu pelos pecados mortais; a remissão, ao menos em parte, das penas temporais, consequência do pecado; – a paz e a serenidade da consciência e a consolação espiritual; o acréscimo das forças espirituais para o combate cristão. A confissão individual e integral dos pecados graves, seguida da absolvição, continua a ser o único meio ordinário para a reconciliação com Deus e com a Igreja.»

Assim, solícitos com os fiéis leigos, os respectivos párocos das paróquias da Forania São Lucas se colocam à disposição para atendê-los em Sacramento da Reconciliação, convidando-os tal como o apóstolo Paulo: “deixa-vos reconciliar com Deus” (II Cor 5, 20), pois, “os pecados daqueles a quem vocês perdoarem serão perdoados, e os pecados daqueles a quem vocês não perdoarem não serão perdoados” (Jo 20, 22-23), ordenou-lhes Jesus.

Confira abaixo a programação do mutirão de confissões.

Data Dia/semana Paróquia Padre Período
01 Terça-feira Cristo Rei Pe. Juvandir Tarde/noite
02 Quarta-feira São Mateus Pe. João Carlos Tarde/noite
03 Quinta-feira São Francisco Pe. Flávio Noite
08 Terça-feira N. Sra. Caminho Pe. Júlio Cezar Tarde/noite
09 Quarta-feira São Sebastião Frei Paulo Tarde/noite
10 Quinta-feira Santo Antônio Pe. Valdemes Noite
11 Sexta-feira Santa Mônica Pe. William Tarde/noite

_____________________________________

Para saber se em sua Paróquia irá ocorrer mutirão de confissões, entre em contato com a secretaria paroquial clicando aqui.

[box type=”info”]

Atenção:

Foranias de Uberlândia: Santa Teresinha, São Mateus, São Marcos, São Lucas. São João Evangelista
Forania São Paulo: Indianópolis, Cascalho Rico e Estrela do Sul.
Forania São Pedro: Araporã, Monte Alegre de Minas e Tupaciguara.

[/box]

* Confira abaixo os cinco mandamentos da lei da Igreja

[box type=”note”]

1º – Primeiro mandamento da Igreja: “Participar da missa inteira nos domingos e outras festas de guarda e abster-se de ocupações de trabalho”.

Ordena aos fiéis que santifiquem o dia em que se comemora a ressurreição do Senhor, e as festas litúrgicas em honra dos mistérios do Senhor, da santíssima Virgem Maria e dos santos, em primeiro lugar participando da celebração eucarística, em que se reúne a comunidade cristã, e se abstendo de trabalhos e negócios que possam impedir tal santificação desses dias (Código de Direito Canônico-CDC , cân. 1246-1248) (§2042).

“Devem ser guardados [além dos domingos] o dia do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo, da Epifania (domingo no Brasil), da Ascensão (domingo) e do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo (Corpus Christi), de Santa Maria, Mãe de Deus (1º de janeiro), de sua Imaculada Conceição (8 de dezembro) e Assunção (domingo), de São José (19 de março), dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo (domingo), e por fim, de Todos os Santos (domingo)” (CDC, cân. 1246,1; n. 2043 após nota 252) (§2177).

2º – Segundo mandamento: “Confessar-se ao menos uma vez por ano”.

Assegura a preparação para a Eucaristia pela recepção do Sacramento da Reconciliação, que continua a obra de conversão e perdão do Batismo (CDC, cân. 989).

3º – Terceiro mandamento: “Receber o sacramento da Eucaristia ao menos pela Páscoa da ressurreição” (O período pascal vai da Páscoa até festa da Ascenção) e garante um mínimo na recepção do Corpo e do Sangue do Senhor em ligação com as festas pascais, origem e centro da Liturgia cristã (CDC, cân. 920).

4º – Quarto mandamento: “Jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja” (No Brasil isso deve ser feito na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa). Este jejum consiste em um leve café da manhã, um almoço leve e um lanche também leve à tarde. Os que tem mais de sessenta anos estão dispensados da obrigatoriedade.

“Determina os tempos de ascese e penitência que nos preparam para as festas litúrgicas; contribuem para nos fazer adquirir o domínio sobre nossos instintos e a liberdade de coração (CDC, cân. 882)”.

5º – Quinto mandamento: “Ajudar a Igreja em suas necessidades”

Cada um conforme as próprias possibilidades (CDC, cân. 222). Não é obrigatório que o dízimo seja de 10% do salário, nem o Catecismo nem o Código de Direito Canônico obrigam esta porcentagem. O importante é, como disse São Paulo, dar com alegria, pois “Deus ama aquele que dá com alegria” (cf. 2Cor 9, 7). Esta ajuda às necessidades da Igreja pode ser dada uma parte na paróquia e em outras obras da Igreja.

[/box]

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!