Colunistas Destaque Diocese de Uberlândia

Glorioso São José, amparo das Famílias, por Pe. Douglas Nunes

Glorioso São José, amparo das Famílias

Pe. Douglas Nunes
Chanceler do Bispado
Vigário na Paróquia São Judas Tadeu

Há 8 anos, iniciava o Ministério Petrino do Santo Padre, Papa Francisco, como Pastor Supremo da Santa Mãe Igreja. Recordo-me, que na ocasião de sua eleição (13/03/2013) a escolha de seu nome como Bispo de Roma, nos fez rememorar o santo mendigo de Assis, um claro sinal de sua opção pelos pobres, humildes e marginalizados, e uma verdadeira esperança de que novos tempos iam e hão de surgir na Igreja, como o início de uma Primavera.

E o Santo Padre não nos decepcionou! Nestes 8 anos tem apresentado verdadeiros testemunhos de simplicidade evangélica e ardor missionário. Com suas palavras, conforta, com sua presença, alegra, com seus gestos, encanta.

Um dentre tantos sinais deste revigoramento na Igreja, é sua devoção ao Glorioso São José. Inicialmente nos ensinou a confiar nossas dificuldade e problemas na fiel intercessão de São José, escrevendo em um papelzinho nossos pedidos e colocando debaixo da imagem de São José Dormindo, ícone que nos revela Ternura e Obediência, e dá nova esperança a quem perdeu a capacidade de sonhar.

Recentemente, o Pontífice convocou toda a Igreja a vivenciar e celebrar o Ano de São José, que teve início com a promulgação da “Carta Apostólica Patris Corde”, no dia 8 de dezembro de 2020, “por ocasião do 150º aniversário da declaração de São José como Padroeiro Universal da Igreja”.

O Papa Francisco nos convida a refletir o exemplo de São José como Pai, Protetor e Amparo. Jesus de Nazaré, nosso Mestre e Senhor, chama Deus de Pai, porque teve em São José um exemplo de Justiça Amorosa, Coragem Criativa, Silêncio Orante e Artesão da Humanidade. Ele foi depositário do Mistério de Deus, cabendo a ele cuidar, educar e zelar do Filho de Deus.

Também, a Igreja, Corpo de Cristo, vê em São José, Esposo da Bem-Aventurada Virgem Maria, como Celeste Patrono, Padroeiro Universal da Igreja, pois assim como ele cuidou, protegeu e zelou da Família de Nazaré, ele cuida, protege e zela da grande Família de Deus que é a Igreja. Por isso, toda a Igreja hoje se rejubila e alegra ao celebrar a Solenidade de São José, implorando sua intercessão e buscando imitar suas virtudes.

Neste dia, a Igreja também de alegra com outro presente que o Papa Francisco nos concede, iniciar o Ano “Família Amoris Laetitia”, anunciado na Festa da Sagrada Família (27/12/2020) e que se estende até 26 de junho de 2022. Este ano, convocado em comemoração aos 5 anos de publicação da “Exortação Apostólica Pós Sinodal Amoris Laetitia, sobre o amor na Família”, é uma proposta espiritual, pastoral e cultural para acompanhar e apoiar as Famílias frente aos desafios do nosso tempo, resgatando o caminho percorrido pelos dois Sínodos dos Bispos sobre a Família (2014-2015), refletindo e aprofundando os conteúdos do documento pontifício e tendo como Amparo o Glorioso Patriarca São José.

Que São José, esposo e pai solicito, interceda por nossas Famílias e por toda a Igreja.

Rogai por nós Glorioso São José,

para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

 

*O artigo apresentado é de responsabilidade do autor.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!