Diocese de Uberlândia Em Destaque

Irmãs Clarissas celebraram sua padroeira, Santa Clara, no mosteiro Monte Alverne

O mosteiro das Irmãs Clarissas em Uberlândia que leva o nome do local onde teve início a Ordem Franciscana, o Monte Alverne, recebeu ontem, 11 de agosto, vários dos seguidores do Seráfico Pai, São Francisco de Assis, para louvar a Deus por aquela que deu início juntamente com Francisco a este carisma, Clara de Assis.

CAM01027

A missa que foi presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Paulo Francisco Machado, contou com a presença de vários frades e noviços da Ordem dos Frades Menores (OFM) e, também, frades da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (OFMCap), bem como, os leigos da Terceira Ordem Franciscana e da Juventude Franciscana (JUFRA), além dos fiéis que frequentam o mosteiro e de outras paróquias da Diocese.

Estiveram presentes Frei Ezimar (OFM), que é pároco na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Frei Samir (OFM), Frei Bruno (OFM), que é mestre dos noviços, Frei Sérgio (OFM), guardião do noviciado, Frei Sérgio Dal Moro (OFMCap), do Conselho Geral e, Frei Sebastião (OFMCap), Ministro da Província de Minas, dentre vários outros frades.

11890934_986487368038755_805220317335058165_n

A Festa em Louvor a Santa Clara, no Mosteiro Monte Alverne, teve início com a novena que ocorreu do dia 29 de julho a 06 de agosto, na sequência ocorreu a celebração do Tríduo nos dias 07, 08, 09 de agosto, no dia 10 de agosto foi celebrado o Trânsito de Santa Clara, chegando até a Solenidade de Santa Clara celebrada ontem.

A festa contou com a colaboração não só da comunidade que frequenta o mosteiro, mas também de outras comunidades, como a Paróquia São Francisco e Santa Clara, que foi responsável pela celebração do segundo dia do Tríduo, em missa presidida por Padre Flávio e da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, representada especialmente pelos frades franciscanos, que celebraram o Trânsito de Santa Clara, em missa presidida por Frei Ezimar.

Na Solenidade de santa Clara Dom Paulo destacou algumas das características da vida e do carisma desta santa, que deixou como legado várias filhas desde a fundação da ordem, como o mesmo destacou. O Bispo chamou a atenção também para a figura de Francisco de Assis, que foi o quem despertou em Clara, por meio da sua coragem e alegria em anunciar o Evangelho, o desejo de servir de modo semelhante o Senhor.

11888114_986487211372104_3749322446375113859_n

“ […] Quando eu chego aqui e vejo esse mundo de franciscanos eu penso: ‘o que é que vim fazer aqui’? O que é que vou falar pra franciscano? Conhecem a vida, obra e mais alguma coisa da santa, Santa Clara. Santa Clara, ela bebe do único carisma que vem do Espírito Santo, um carisma que foi perseguido, acolhido e que é patrimônio da Igreja. Eu não posso dizer que é patrimônio da igreja universal se não vocês vão pensar que é daquela outra, mas patrimônio da Igreja Católica – patrimônio de toda a Igreja. Mas esse carisma tem três faces: tem uma face masculina; tem uma face feminina; e, e tem uma face leiga. Santa Clara, jovem, ficou encantada – Deus sabe até dos nossos condicionamentos – vocês imaginem, não sei se deveria falar isso aqui, mas imaginem uma mocinha, com dezesseis, dezessete anos, jovem, livre, ela havia fascinado com aquele estilo de vida. Porque Francisco tinha um jeito diferente mesmo, ele não estava enquadrado naquele mundo, naquele meio no qual ele veio, de uma família burguesa. Então, era um homem diferente e ela havia – eu vou dizer a expressão – ficado fascinada por aquele jovem. Mas esse fascínio, muitas vezes pode ser um perigo moral, mas esse fascínio logo-logo se colocou numa outra dimensão, porque ela começou a ver no rosto e, sobretudo, no jeito de ser – e São Francisco não era um sujeito triste, ele era menestrel, era trovador e todo trovador tem que ser alegre: gosta de cantar, gosta de sol, gosta das flores […]. E essa jovem teve uma atração por ele, que logo foi adiante num nível, que ela começou a perceber que havia algo de divino na vida daquele homem. E, sobretudo, ela também se encantou com a proposta de viver um profundo amor ao Cristo pobre. Porque, na verdade, ninguém quer servir a pobreza, mas si aquele que não teve um travesseiro, uma pedra pra recostar a cabeça. Então, ela ficou encantada. E daí vem todas as outras coisas do carisma franciscano. É daí que brota a contínua fonte, aquele traço do ecumenismo, da busca do diálogo, do amor à natureza. Então, ela também ficou encantada com esse Cristo pobre. E juntos os dois fundiram suas almas para viver a beleza desse seguimento do Cristo pobre. Agora, alguém pode dizer assim: ‘mas, afinal de contas, como entender essa vida religiosa? Não é uma frustração uma mulher, a mulher é chamada à maternidade. Não seria uma frustração? Uma mulher frustrada?’ Posso lhes dizer que não. Porque ela viveu os três grandes níveis de uma mulher: ela viveu o nível da maternidade, logo-logo ela conquistou muitas filhas, ela filha de Francisco – Francisco também foi paterno – ela filha de Francisco, conquistou muitas outras jovens para esse seguimento do Cristo pobre; e também a esponsalidade, quando a gente vê a vida de Santa Clara logo vem à mente aquela mulher do Cântico dos cânticos, procurando pela fronte de seu esposo, o amado de seu coração. E lembra também, é claro, Maria Madalena, que vai procurar ainda quando o sol estava nascendo e ela estava procurando, indo ao encontro. […] Cristo se faz encontrar. Então, ela viveu também essa dimensão da esposa, fazendo também de Cristo seu esposo. Um amor profundíssimo por Cristo, mediatizado por aquele amor fraterno que tinha por Francisco. E com Francisco foi esposa, foi filha, foi Francisco que a gerou com Cristo. Mas esse Cristo pobre, que fez com que ela se encantasse também. Então, esposa, mãe e filha. Mulher completa. Como deve ser toda religiosa, como deve ser toda clarissa. Porque é essa riqueza, as dimensões tão belas e ricas de uma mulher. Então nós queremos agradecer a Deus porque é hora de a gente se voltar pra Deus e reconhecer um Deus que fez maravilhas na vida de Clara. E aqui nós não estamos prestando homenagem a uma santa apenas, mas nós estamos louvando o nosso Deus, dando ação de graças por saber que Deus quer entrar na vida das pessoas. E as pessoas e há um número imenso de pessoas que querem ter essa luz do céu e acolher esse Deus peregrino que quer ser hospede de nossos corações. Louvemos a Deus. Sempre gosto de cantar aquele canto que uma mulher também cantou e que a Igreja hoje canta: ‘O Senhor fez em mim maravilhas, Santo é seu nome’. Isso aconteceu na vida de Clara. ‘O Senhor fez em mim maravilhas, Santo é seu nome’”, entoou o Bispo ao encerrar a sua homilia.

Após sua homilia Dom Paulo se dirigiu aos frades e solicitou que algum deles também proferisse algumas palavras sobre Santa Clara. Frei Sérgio Dal Moro (OFMCap) tomou então a palavra e destacou brevemente a ocasião em que esteve com uma clarissa, Irmã Francisnara, em um mosteiro no Distrito Federal, que era provinda de uma família de classe média alta e já estava há vinte anos no mosteiro. E então lhe dirigiu a seguinte pergunta: “Como é que uma moça com um futuro tão dourado larga tudo pra entrar no mosteiro?”. E, então, ela lhe respondeu: “Primeiro vem o chamado, depois a renúncia”. E destacou que para compreender a vocação deve-se partir daí, da compreensão do chamado. “Quem sabe alguma moça aqui não queira se tornar uma clarissa? Quem sabe algum rapaz não queira se tornar um frade? Olha quantos frades aí. Há muitas vagas”, exclamou Frei Sérgio Dal Moro ao encerrar.

11863306_986486804705478_4669426614534708791_n

Após a Santa Missa houve a benção dos pães de Santa Clara realizada por Frei Samir e uma confraternização entre os presentes.

No Mosteiro a Festa de Santa Clara será encerrada no dia 23 de agosto, às 15 horas, com a Tarde Clariana, momento em que há partilha dos Grupos de Oração “Família de Santa Clara” e, também, a “Cantata de Santa Clara” – na qual é cantada a história da santa de Assis.

_________________

Por, Leandro Oliveira

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!