Pastorais e movimentos

Live nesta segunda-feira vai abordar o tema Catequese em tempos de pandemia

A live promovida pela editora Edições CNBB nesta segunda-feira, 1º de junho, vai abordar o tema “Catequese em tempos de pandemia” e contará com a participação do arcebispo de Curitiba (PR) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom José Antônio Peruzzo. O bate-papo será mediado pelo assessor da comissão padre Jânison de Sá Santos, que facilitará o aprofundamento da temática com o convidado e fará a interação com os internautas.

Segundo padre Jânison, a live será ocasião para “agradecer aos catequistas pela missão realizada”, demonstrando gratidão, e para “ajudá-los para que não desanimem em tempos de pandemia”. O padre e dom Peruzzo vão tratar das questões pastorais relacionadas à necessidade de se continuar com a catequese, o processo de iniciação à vida cristã, mesmo em tempos de isolamento e distanciamento social.

Também devem falar sobre as obras que a Igreja oferece para orientar, animar e dinamizar o trabalho catequético da Igreja no Brasil e no mundo, como o novo Diretório Catequético que será lançado pela Santa Sé, no próximo dia 26 de junho. Ganharão destaque ainda os bons exemplos pastorais e catequéticos ocorridos Brasil afora em virtude da pandemia atual.

A conversa deve abordar a reflexão sobre como utilizar melhor a Bíblia nos itinerários de Iniciação à Vida Cristã e como organizar os itinerários de iniciação à vida cristã de acordo com a idade dos catecúmenos e catequizandos.

Manter grupos unidos

Desafio particular para a Igreja neste tempo de pandemia e do necessário isolamento social, a catequese tem exigido de todos os que atuam neste campo pastoral a busca pelos meios para manter as pequenas comunidades catequéticas unidas em oração, na caridade e na escuta da Palavra de Deus. Ainda em abril, a Comissão para a Animação Bíblico-Catequética divulgou orientações para facilitar esta união.

Segundo comunicado, as comunidades catequéticas devem permanecer unidas na fé e na fraternidade, “como faziam os primeiros cristãos quando, por algum motivo, não podiam estar reunidos fisicamente. Jesus nos pede que sempre devemos cuidar uns dos outros no seu amor. Vamos nos fazer próximos daqueles que o Senhor nos confia, no anúncio de sua Palavra e no amor fraterno”, incentivou.

Via CNBB

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!