Destaque Destaque2 Em Destaque

Meditação (15/05) Monsenhor Paulo Daher

Sétima Semana da Páscoa
15/05/2024

Em João 17, 11-19, Jesus rezou:
“Pai guarda-os em teu nome os que me deste. Agora vou para junto de ti. Não peço que os tire do mundo. Eles não são do mundo como eu não sou do mundo.
Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei. Que sejam consagrados na verdade.”

Jesus mais uma vez dialoga com seu Pai em voz alta. É maneira que usa para que seus discípulos percebam sua intimidade com o Pai.
Ao mesmo tempo é sempre lição de oração de coração aberto sobre o que sente para com seu Pai.
Aqui pede ao Pai pelos apóstolos. A convivência com eles criou uma intimidade inexplicável para nós. Jesus, Deus e homem iluminado por sua divindade, não só amava seus discípulos mas estava unido a eles de uma maneira humana que os envolvia com sua presença e o bem imenso que desejava a eles.
Pede ao Pai que os guarde, que os proteja quando Ele se for. Não é fácil de entender esse pedido. Jesus era Deus.
E até por isso irá dizer: eu vou estar com vocês todos os dias até o fim dos tempos (Mt 28,30).
Jesus afirma que seus discípulos estão no mundo mas não são do mundo.
Que é o mundo para Jesus?
Primeiro é tudo o que se afasta do reino de Jesus por suas escolhas egoístas, materialistas e cuja preocupação é gozar de tudo o que dá prazer, ignorando os mandamentos do Senhor, não se importando com o sofrimento das pessoas.
As preces de Jesus confirmam tudo o que havia dito aos apóstolos para a vida deles e para orientarem a vida dos outros. E não quer que se afastem do mundo, mas que sejam mensageiros de salvação para todos os que vivem no mundo.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!