Destaque Destaque2 Em Destaque

Meditação (18/03/2023) Monsenhor Paulo Daher

5ª Semana da Quaresma | Segunda-feira
18/03/2024

Em João, 8, 1-11, Jesus ensinava no templo. Os fariseus trouxeram uma mulher surpreendida em adultério e a colocaram diante de Jesus para que a julgasse.
Jesus se abaixa e fica escrevendo no chão. Cobram de novo a Jesus uma definição.
Jesus diz: “quem não tiver pecado atire a primeira pedra. ”
Ninguém se atreveu. Foram saindo um por um. Jesus ficou sozinho com a adúltera.
Perguntou-lhe: “ninguém te condenou?”
Ela responde:
“ninguém Senhor. ”
E Jesus: “nem eu te condeno. Vai e não peques mais. ”
O que deve ter doído em Jesus neste caso é o olhar duro dos fariseus sobre o pecado da mulher, e ainda aproveitar-se da bondade de Jesus para desmoraliza-lo diante do povo, se perdoasse a adúltera.
As pedras que queriam atirar contra a mulher subiram e caíram nas cabeças deles.
Não justificaria a ninguém responsável pela ordem moral não julgar segundo a verdade se quem deve julgar também é pecador.
Pais, educadores, sacerdotes, responsáveis pela ordem social, política, religiosa, devem fazer valer o que é certo. Não é que devam apresentar-se como modelos de justiça ou verdade. Entenda, que ao menos, não por hipocrisia, mas para serem verdadeiros, o certo é o certo, o verdadeiro é verdadeiro, apesar de eu não conseguir ser perfeito, porque sou um ser humano e pecador.
O que Jesus condena nos fariseus que o perseguiam é que exigiam duramente sem piedade e eles mesmos não seguiam.
Jesus que era Deus e ser humano honesto, não deixava de condenar os erros, mas abria caminhos para que cada um reconhecesse seu erro e procurasse corrigir-se. Por isso não cumpriu o castigo severo da lei, mas disse à mulher: ninguém te condenou? Nem eu. Mas vai e não peques mais.
Em retiros e encontros, a palavra de orientação que se deve dar, tem de ser a mais certa e verdadeira. E quem fala não se arrogue o direito de se propor como modelo. Diga a verdade e humildemente declare que procura seguir o que o Senhor, pede e nem sempre consegue. Mas quer seguir.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!