Diocese de Uberlândia Em Destaque

Mesmo com chuva e cancelamento oficial, caminhada pela vida "foi uma benção"

Apesar da forte chuva que caiu durante toda a madrugada e início da manhã do domingo (30), além do frio e do cenário que parecia se estender por todo o dia, grande número de fiéis leigos e ordenados não se deixaram intimidar.

caminhada-2

Programada para ter início às 08h no Parque do Sabiá, com a presença confirmada do bispo diocesano, dom Paulo Francisco Machado, do grupo de jovens músicos da Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe que animaria o evento, do Setor Jovem da diocese, responsável pela organização, do assessor de comunicação da diocese, diácono Claudemar Silva, e da presença – não confirmada – do prefeito municipal, Gilmar Machado, “a caminhada em promoção da vida foi uma benção”, segundo Virginia Mendes, da Paróquia Bom Jesus de Uberlândia, acompanhada de familiares, amigos e do pároco, Pe. Willians Soares.

caminhada-7

Às 4h da madrugada, Pe. Flávio Henrique, Assessor Eclesiástico da Pastoral da Juventude, já estava de pé, conforme confidenciou sua mãe, dona Maria Zilma, ao ELODAFE. Às 06h30, foram buscar o assessor de comunicação da diocese. Às 07h já estavam todos no parque do sabiá, não obstante a chuva que insistia em cair. O palco onde seria montado o som ficou inutilizável. Toda a aparelhagem viria do grupo de jovens da Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe. Com receio de danificá-lo e sem condições de trazê-lo com segurança, o grupo decidiu não arriscar. Às 09 h, após entrar em contato com a secretária do bispo diocesano, Pe. Flávio Henrique e Melissa Ribeiro, do Setor Juventude da diocese, acharam por bem cancelar o evento. O diagnóstico era desanimador. O frio, a chuva e os aparentes entraves na programação não deixavam dúvida de que o evento não teria sucesso.

Entretanto, o tempo firmou. E, apesar de já terem saído do Parque do Sabiá, aos poucos começaram a chegar várias pessoas das mais variadas Paróquias da diocese, muitas delas acompanhadas de seus párocos; Paróquia Bom Jesus, Paróquia São Judas Tadeu, Paróquia Nossa Senhora do Carmo, entre outras.

caminhada-9

Motivados, com bonés, tênis, trajando vestuário esporte e desejosos de cumprirem o gesto concreto da CF-2014, os fiéis percorreram todo o entorno do Parque meditando os mistérios da via dolorosa do Senhor sob o enfoque das vítimas do Tráfico Humano. O professor da Puc-Uberlândia e coordenador do curso de Teologia, Manoel Messias, foi um dos animadores da Via-Sacra durante a caminhada pelo Parque, que contou ainda com a ajuda dos seminaristas diocesanos Allan, Aldo e Handley e do auxílio de vários leigos, como da vice-coordenadora da Pastoral da Saúde, Fabiana Brito.

caminhada-1

Confira abaixo discurso não pronunciado, redigido especialmente para a ocasião:

[box]

Desde 1965, a Igreja no Brasil por meio da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – propõe aos cristãos católicos e às demais pessoas interessadas, uma reflexão cristã à luz da realidade nacional e internacional por que vivemos a era da globalização e por isso nada que ocorra num país é estranho ao mundo.

Este ano o tema da CF é “Fraternidade e Tráfico Humano”, e o lema: “é para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5,1).

Assim, cabe à Igreja apresentar-se como “advogada da justiça e ser o grito dos silenciados” pela tirania do lucro que expropria a liberdade e a dignidade alheias. E mais; amplificar este grito, ou mesmo emprestar sua voz para quem não consegue gritar.

Enquanto cristãos e pessoas de boa vontade, temos a missão de agir para que a sociedade se estruture em termos de conscientização e prevenção, de denúncia, de reinserção social e de incidência política.

Segundo a ONU – Organização das Nações Unidas – o tráfico humano rende em torno de 32 bilhões de dólares ao ano, junto ao tráfico de armas e de drogas. A OIT – Organização Internacional do Trabalho – informou que, em 2012, mais de 20 milhões de pessoas em todo o mundo foram vítimas de alguma forma de exploração sexual. No Brasil, foram detectadas pela Polícia Federal, em 2003, 241 rotas de abertura ou passagem para esse crime. Dessas, 76 rotas foram na Amazônia, 69 no Nordeste, 35 no Sudoeste, 33 no Centro-oeste e 28 no Sul. O Tráfico Humano é um crime altamente rentável e silencioso (por que conta com a ação de criminosos nas mais variadas instâncias da sociedade e são, na sua maioria, orquestrados por parentes ou pessoas próximas às vítimas), além de estar magistralmente organizado.

O Tráfico Humano é a forma mais nefasta da idolatria: mentira, furto, roubo, assassinato, avareza, luxúria, apega às riquezas.

Com essa nossa caminhada em promoção da vida, queremos publicamente dizer que não apenas somos a favor da vida como também estamos conscientes de que ela, em muitos momentos, está ameaçada. E que somos solidários com os que sofrem. Com aqueles que foram furtados do seu direito de ir e vir; de sua liberdade. E caminhamos por quê?

O povo de Deus é conhecido desde os tempos remotos da bíblia, como o povo que caminha. Liberto da escravidão, esse povo caminhou por 40 anos pelo deserto. Em meios aos dissabores dessa travessia, Deus se apresentou como companhia salvifica. Ora sendo nuvem que amenizava o calor escaldante no decorrer do dia ora como coluna luminosa que iluminava o caminho durante a noite. Por meio de seus profetas, Deus alimentou e saciou a fome e a sede do seu povo. Também nós, nesta manhã, queremos somar foças a essa tradição milenar; somos parte de um todo, e, o que ocorre com um dos nossos irmãos, acontece conosco. A dor de uma pessoa que foi tornada escrava dói também em nós. O lamento das muitas famílias pela falta de notícias aflige também os nossos corações.

É tempo de gritar: nunca mais a violência; nunca mais o tráfico de homens e de mulheres, nem de crianças nem de jovens. Nunca mais o medo; nunca mais.

Assessoria de Comunicação da Diocese de Uberlândia-MG

[/box]

____________________________

As fotos que ilustram essa matéria foram gentilmente cedidas por: Virginia Mendes e Ricardo Albenes (via Facebook)

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!