Diocese de Uberlândia Em Destaque

No dia de São Francisco de Assis, Diocese ganha dois novos diáconos permanentes

Na manhã de sábado, 04, memória litúrgica de São Francisco de Assis, a Diocese de Uberlândia acolheu em seu presbitério dois novos diáconos permanentes: Ivo Costa e José Luiz de Moraes.

1800186_825632137457613_5628528790297128410_n

A cerimônia, presidida pelo bispo diocesano, Dom Paulo Francisco Machado, e concelebrada por vários presbíteros da Diocese e assistida por um grande número de diáconos permanentes, além de familiares, parentes e amigos dos neo-diáconos, ocorreu na Paróquia São Judas Tadeu, bairro Roosewelt, em Uberlândia.

Em sua homilia, Dom Paulo Francisco falou sobre o diaconato, fazendo referência ao Lava-Pés: “A estola é a toalha para lavar os pés de uma humanidade sedenta do Evangelho. A dalmática é símbolo e expressão da alegria em servir, configurado ao Cristo, cabeça da Igreja. Enquanto servidor, estando muito próximo da vida do povo, deixando um contínuo estímulo, revelando o sentido de entrega dos padres e do bispo que é o serviço exercido sobre o olhar materno de Maria Santíssima, a servidora do Senhor”, afirmou.

10672290_825626074124886_5506346663615338407_n

Os ordinandos manifestaram publicamente, perante o bispo e toda comunidade de fé, os seus propósitos de viverem com fidelidade o Ministério Diaconal. Antes deles, porém, houve o consentimento das esposas: Luzia Odulia (Ivo Costa) e Mara Lúcia (José Luiz), para a efetivação do compromisso vocacional dos esposos. Dom Paulo externalizou seu agradecimento a elas por entregarem os maridos ao serviço do Altar na Diocese.

Dando continuidade ao rito, com os eleitos prostrados no chão, a assembleia rezou a ladainha, pedindo a intercessão de todos os Santos junto de Deus para que derramasse sobre os dois servos que Ele escolheu para serem diáconos. Logo após, Dom Paulo rezou a Oração Consacratória. Na procissão do Ofertório, os familiares dos novos diáconos permanentes trouxeram ao Altar as suas vestes e ambos foram cumprimentados por todos os diáconos da Diocese de Uberlândia.

10169370_825625150791645_3252066765881614653_n

Ao final, o Diácono Ivo Costa proferiu aos presentes palavras de agradecimento em seu nome e também do Diácono José Luiz. Na mensagem, agradeceu às suas esposas e filhos, ao bispo diocesano, especialmente, pela confiança em entregar-lhes o diaconato permanente, a todo o clero pelo apoio e a todos que por eles rezaram. Sublinhou a respeito da vocação diaconal, e, emocionado, rezou a oração de São Francisco de Assis.

Os Diáconos Ivo Costa e José Luiz, juntamente com suas respectivas esposas conversaram com o ElodaFé e descreveram este momento ímpar em suas vidas. Confira:

[box type=”info”]

Diácono Ivo Costa, após os seus 7 anos de preparação, 3 anos na Escola Diaconal e 4 anos no curso de teologia, chegando hoje na sua missa de ordenação diaconal, como o senhor traduz este momento?

Quando Deus chama os seus servos para o serviço é irrevogável o seu chamado. A perseverança dentro da nossa igreja é um fator fundamental para que a nossa caminhada seja sólida e alicerçada na palavra de Deus e alimentado pelo pão eucarístico. Então, todas as pessoas que vivem em comunidade tem essa força porque é o Espírito Santo de Deus que age quando nós estamos reunidos em comunidade. Após esse longo tempo de caminhada eu sinto e presença de Deus mais forte na minha vida, me chamando todos os dias para essa missão. E a missão de ser diácono é uma missão de serviço. É o servidor configurado ao Cristo Servo, por isso estou à disposição de toda comunidade de fé. Quero me empenhar ao máximo naquilo que for possível dentro da minha limitação e quero contar sempre com a graça de Deus para que a minha caminhada seja aquela que produz frutos de amor, paz justiça e fraternidade. É o que se espera de todo cristão batizado, porque todos os outros sacramentos decorrem do sacramento do batismo, inclusive o sacramento da ordem diaconal. Por isso, eu louvo e agradeço a Deus nesse dia de São Francisco de Assis por esse presente tão grandioso que Ele me deu. Portanto, configurado ao Cristo Servo quero ser também servidor de toda minha comunidade de fé.

Dona Luzia Odulia, como está sendo entregar o seu marido, o Diácono Ivo Costa, para este novo serviço na Igreja de Uberlândia?

Não quero me comparar a Nossa Senhora, mas tendo ela como exemplo de corredentora me sinto também um pouquinho corresponsável por essa grande missão que o Ivo está assumindo na Igreja. Nós já trabalhamos na Igreja há muitos anos, então temos a consciência da responsabilidade da nossa missão enquanto Igreja. E é com muita alegria e muita emoção que estou entregando o meu marido, parte dele para a igreja. E peço a Deus que guie os passos dele e que ele possa contribuir para que a Igreja de Jesus Cristo seja difundida em lugares que precisa.

Diácono José Luiz, no dia de São Francisco de Assis, também diácono, como o senhor está se sentindo, ordenado para servir à comunidade de fé desta diocese?

Eu penso que o tema da nossa ordenação diz tudo: “Sim Pai, pois assim foi do teu agrado” (Lc 10,21). É um sentimento de gratidão muito grande. Gratidão para com Deus, em primeiro lugar, por este momento tão importante em minha vida de toda a minha família. Agradecer meus pais. Meu pai, inclusive, já está no colo de Deus todo poderoso, agradecer à minha esposa Mara Lúcia, à minha filha Luria que me acompanharam nestes últimos anos. Eu e Mara fomos chamados para o ministério ordenado da sagrada comunhão há 13 anos na Comunidade Santa Edwiges na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Araguari. E, dali do seio da comunidade nós fomos sendo chamados aos poucos. Veio o convite do clero de Araguari para fazer o curso de teologia. Terminamos o curso este ano e nessa preparação com todo o clero da cidade de Uberlândia até chegar neste dia muito importante. Eu creio que a palavra mais sensata para este momento é usar o próprio evangelho: “Eu estou no meio de vós como aquele que serve”. Essa é a função do diácono. Assim, espero trabalhar na Diocese de Uberlândia com este mesmo amor de Cristo pela sua Igreja. Diácono que tem a dupla sacramentalidade: a do Matrimônio e a da Ordem. Que eu possa amar a minha família, amar a minha comunidade e a minha Igreja.

Mara Lúcia, como a senhora descreve este momento de entrega do seu marido?

Para mim é o fim de um trabalho, uma etapa definitiva para ele entrar então nesse grau que é a ordem para o serviço. É uma alegria muito grande para nós que trabalhamos, fizemos as nossas orações a fim de que pudéssemos coroar este momento tão importante na vida do meu marido e de toda a minha família. Após uma longa caminhada cristã em nossa paróquia de origem, a Nossa Senhora Aparecida, em Araguari, depois de 13 anos como ministros ordenados da eucaristia e do seu curso de teologia. Um momento de muita felicidade e gratidão.

[/box]

Pe. Olimar Rodrigues, pároco da Paróquia São Judas Tadeu, onde ocorreu o rito sacramental, partilhou conosco da sua experiência, bem como a da comunidade paroquial em sediar este evento:

 “Foi um momento de muita alegria pra todos nós. Ao chegar aqui na Paróquia São Judas, há quase três meses, tivemos a incumbência de preparar a Ordenação Diaconal do Ivo e do José Luiz. O Ivo aqui da nossa paróquia, uma pessoa muito conhecida e muita amada por todo o povo. Por isso, foi muito fácil motivar toda a comunidade para essa celebração. E também o Jose Luiz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Araguari, também muito querido e amado por toda a cidade e de lá também veio uma grande contribuição para a organização de tudo o que tivemos aqui hoje para oferecer, a eles e aos fiéis presentes. E, saber que a vocação diaconal é sempre uma expressão de amor, de uma entrega confiante ao serviço que se deve prestar à Igreja, na diocese, sobretudo ao bispo e aos padres. Portanto, nos alegramos muito na linda celebração desta manhã, no dia de São Francisco de Assis. De fato, pudemos visualizar, sentir essa presença de Cristo no meio de nós, nos alegrando e comovendo a todos para que possamos fazer desta festa do diaconato permanente uma realidade muito vibrante em nossa Igreja e em nossa diocese. Para mim foi uma alegria muito grande, organizar e preparar esta celebração. Que Deus os abençoe sempre!”

______________

Os novos diáconos já tem paróquias definidas: Diácono Ivo Costa irá trabalhar na Paróquia São Mateus, Bairro Finotti, e Diácono José Luiz continuará na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Araguari.

Outras fotos da ordenação, você confere acessando a nossa fanpage: www.facebook.com/elodafe

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!