A Igreja no Brasil e no Mundo

No Simpósio Ecumênico, Dom Manuel faz apelo pela "comunhão fraterna"

Imprensa POM

No primeiro dia do Simpósio Ecumenismo e Missão, promovido pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), o bispo de Cornélio Procópio (PR) e presidente da instituição, dom Manoel João Francisco, destacou os objetivos do evento que pretende resgatar a trajetória do ecumenismo no país e analisar os desafios para a missão e o testemunho cristão, na perspectiva teológica de inclusão e diálogo. A iniciativa, que teve início ontem, 21, e prossegue até o dia 24,  conta com o apoio das  Comissões para o Laicato, Ação Missionária e Ecumenismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR).

Em sua colocação, dom Manoel João Francisco resumiu as atividades do encontro. “Nestes dias vamos refletir e identificar as alternativas para a missão no contexto de pluralismo religioso e multiplicidade de sujeitos”, explicou. O bispo também fez um apelo para que as Igrejas “preguem o Reino do Céu” e se unam em “comunhão fraterna”.

Dom Manoel ainda alertou para a má interpretação e vivência da liberdade religiosa. “O fundamentalismo tende a se alastrar cada vez mais; as notícias de intolerância religiosas acompanhadas de violência e barbárie são praticamente diárias; o conceito de Estado laico se confunde com Estado laicista em que se tem a tentação de exigir dos cidadãos atitudes e comportamentos contrários à sua fé e que ferem suas consciências”, disse.

Iniciado com a celebração da diversidade, o Simpósio, que aborda o tema “Testemunho Cristão em um Mundo Plural”, foi considerado pelo bispo primaz da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, dom Francisco de Assis da Silva, um momento para “descobrir a unidade na pluralidade e refletir os desafios da fé cristã”.

Na manhã de hoje, 22, foi feito um resgate da caminhada histórica do movimento ecumênico no Brasil, lembrando o Concílio Vaticano II (1962-1965) e a Conferência do Nordeste (1962), que orientaram a missão e o diálogo inter-religioso.

A secretária executiva do Conic, a pastora luterana Romi Márcia Bencke, sinalizou que a busca de ações comuns para o trabalho ecumênico e missionário nortearão o Simpósio.

Com informações e fotografia da Assessoria de Imprensa das Pontifícias Obras Missionárias (POM)

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!