A Igreja no Brasil e no Mundo

Papa convida presidentes da Palestina e de Israel a rezarem com ele em favor da paz no Vaticano

1_0_802128Belém (RV) – Ao término da Santa Missa, na Praça da Manjedoura, diante da Basílica da Natividade, em Belém, o Santo Padre passou a rezar, na manhã deste domingo, a oração pós-pascal doRegina Coeli, com a multidão de fiéis presentes.
Antes da oração, o Santo Padre foi muito aplaudido, causando grande comoção, ao fazer o seguinte convite ao Presidente de Israel e ao Presidente da Palestina:
Neste Lugar, onde nasceu o Príncipe da Paz, desejo fazer um convite ao senhor, Presidente Mahmoud Abbas, e ao senhor, Presidente Shimon Peres, a elevarem, junto comigo, uma intensa oração, implorando de Deus o dom da paz. Ofereço a minha casa, no Vaticano, para hospedar este encontro de oração. Construir a paz é difícil, mas viver sem paz é um tormento! Todos os homens e mulheres desta Terra e do mundo inteiro nos pedem para apresentarmos a Deus o seu ardente desejo de paz..
A seguir, na sua breve alocução mariana, o Papa dirigiu seu pensamento a Maria Santíssima, que aqui, em Belém, deu à luz o seu filho Jesus. A Virgem, mais do que ninguém, contemplou Deus no rosto humano de Jesus. Ajudada por São José, ela o envolveu em panos e o reclinou em uma manjedoura. Por isso, o Papa recorreu à sua proteção e a ela fez o seguinte ato de consagração:
A Ela confiamos este território e todos aqueles que nele habitam, para que possam viver na justiça, na paz e na fraternidade. Confiamos também os peregrinos que vêm aqui haurir nas fontes da fé cristã. Velai, ó Maria, pelas famílias, os jovens, os idosos; velai por aqueles que perderam a fé e a esperança; confortai os doentes, os encarcerados e os atribulados; sustentai os Pastores e toda a comunidade dos fiéis para que sejam «sal e luz» nesta Terra bendita”.
Contemplando a Sagrada Família aqui, em Belém, o Bispo de Roma dirigiu seu pensamento espontâneo a Nazaré, onde espera poder ir, se Deus quiser, na próxima ocasião.
E, da Praça da Manjedoura, o Papa enviou seu abraço fraterno aos fiéis cristãos, que vivem na Galileia, expressando seu apreço pela criação, em Nazaré, do Centro Internacional para a Família.
Por fim, à Virgem Santa, o Pontífice confiou os destinos da humanidade, para que, no mundo, possam se abrir horizontes novos e promissores de fraternidade, solidariedade e paz.
Ao término da oração pascal do Regina Coeli, o Papa Francisco se dirigiu ao vizinho Convento dos Franciscanos, situado ao lado da Basílica da Natividade, em Belém, onde almoçou com algumas famílias e indigentes.
Em seguida, fará uma visita privada à Gruta da Natividade, em Belém, onde, sob o altar, há uma estrela de prata, que traz a escrita em latim: “Aqui, Jesus Cristo nasceu da Virgem Maria”.
A seguir, o Bispo de Roma visitará o vizinho Centro Fênix, de assistência aos refugiados, e saudará um numeroso grupo de crianças dos Campos de Refugiados do território palestino. (MT)

Fonte: news.va

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!