A Igreja no Brasil e no Mundo Em Destaque

Papa Francisco: Fátima, mensagem de misericórdia e ternura

Cidade do Vaticano (RV) – A Igreja celebra, nesta quarta-feira (13/05), Nossa Senhora de Fátima.

Na Audiência Geral de hoje, o Papa Francisco convidou os fiéis “a multiplicarem os gestos diários de veneração e imitação da Mãe de Deus”.

“Confie a ela tudo o que você é e o que tem, e você será um instrumento da misericórdia e da ternura de Deus para os seus familiares, vizinhos e amigos”. Aos jovens o pontífice pediu para que “rezem cotidianamente o Rosário”, aos doentes para que “sintam Maria presente na hora da cruz” e aos recém-casados para que invoquem Maria a fim de que não falte em sua casa “o amor e o respeito recíproco”.

Nesta quarta-feira, se recorda também o atentado a São João Paulo II, Papa Wojtyla, perpetrado na Praça São Pedro em 13 de maio de 1981. A mensagem de Fátima, entre carisma e profecia, esteve no centro do encontro de mariologia realizado na semana passada, em Roma, por iniciativa da Pontifícia Academia Mariana Internacional em vista do centenário das aparições de Fátima, em 1917.

AFP4168055_Articolo

O Bispo de Leiria-Fátima, Dom Augusto dos Santos Marto, entrevistado pela nossa emissora disse que “a mensagem de Fátima é uma mensagem de misericórdia, esperança e conforto para a Igreja perseguida, naquele tempo, no século XX, pelos regimes comunista e ateu. É também uma mensagem de esperança para a humanidade ameaçada por duas grandes guerras mundiais. É uma mensagem para hoje, na história atual que vivemos, marcada por guerras e conflitos entre os povos. É uma mensagem para a Igreja que passa por perseguição, mas tambem para o Ocidente onde não existe perseguição mas há um comportamento de indiferença em relação a Deus. Para ser cristão hoje é preciso ser um cristão corajoso, mártir, não somente no sentido de sangue derramado, mas no sentido de testemunho corajoso”.

Para Dom Marto “João Paulo II foi o Papa de Fátima, foi aquele que através das circunstâncias, talvez providenciais da história, foi atingido por aquele atentado de 1981”. O Papa Wojtyla “foi aquele que redescobriu e fez redescobrir aos outros a verdadeira mensagem de Fátima. Ele foi outras vezes a Fátima e isso a colocou no coração da Igreja”.

O bispo recordou as palavras de Bento XVI : “Erram aqueles que pensam que a mensagem de Fátima tenha se exaurido. Ela é ainda uma profecia verdadeira para o caminho de peregrinação da Igreja no mundo”.

Dom Marto foi recebido quinze dias atrás pelo Papa Francisco que lhe disse: “Sim, eu quero ir a Fátima para o centenário”. “Nós conversamos sobre o aspecto da misericórdia na mensagem de Fátima e sobre o Ano Santo Extraordinário da Misericórdia que o Papa convocou para este ano”, concluiu. (MJ)

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!