Diocese de Uberlândia Em Destaque

Paróquia Nossa Senhora Aparecida: 70 anos a serviço da Evangelização

No dia 11 de abril de 1945, há 70 anos, Dom Alexandre Gonçalves do Amaral, bispo da diocese de Uberaba-MG, criava a Paróquia de Nossa Senhora Aparecida. Desde então, a Paróquia coleciona histórias e acontecimentos que marcaram todas as famílias que passaram por ela, desde quando o Bairro Aparecida ainda era chamado de Bairro Operário. Depois de 59 como Paróquia, no dia 10 de outubro de 2004 a então Paróquia era elevada a Santuário por Dom José Alberto Moura, CSS, bispo diocesano de Uberlândia à época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para saber um pouco mais sobre a história do Santuário, o ELODAFE conversou com o Diácono Miron de Oliveira, atuante como paroquiano desde a sua juventude e Diácono paroquial desde sua ordenação em novembro de 1997. Solícito, o Diácono nos atendeu prontamente. Confira a entrevista abaixo:

ELODAFE: Diácono Miron, quanto tempo tem que o senhor está aqui, no Santuário?

Como paroquiano, estou aqui desde o tempo do Ginásio Cristo Rei, dos Salesianos. Eu estive aqui, a minha família morava no bairro que antigamente era o Operário e depois passou a se chamar Aparecida. Meus avós moravam pelas redondezas e faziam parte geograficamente da Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Então, eu cresci aqui, mas fui catequizado na Catedral Santa Teresinha. Depois dos Salesianos passaram por aqui os Freis Capuchinhos, que hoje estão nas Paróquias São Cristóvão e São Sebastião, que antigamente era nossa comunidade paroquial e só depois vierem os padres diocesanos.

ELODAFE: Na sua opinião, qual foi o marco na história da Paróquia nestes 70 anos?

Sem dúvidas, o grande marco foi a elevação da Paróquia para Santuário no dia 10 de outubro de 2004 no pastoreio de Dom José Alberto Moura. Essa autorização que recebemos para transformá-la em Santuário. Os demais marcos sempre ocorreram em nossas Festas Litúrgicas, novenas, Natal, entre outros. Posso falara também da mudança arquitetônica da Igreja e a construção do Centro Catequético realizadas na administração do Pe. Marcelo. Antigamente chamávamos aqui de Igrejinha, lembro muito do meu avô me chamando para ir a Igrejinha.

ELODAFE: Como funciona o atendimento pastoral do Santuário hoje?

Atualmente o território do Santuário Diocesano está dividido por 12 setores, cada setor leva o nome de um dos apóstolos de Jesus Cristo. Fora do território, está sob a responsabilidade do Santuário as capelas em Cruzeiro dos Peixotos e Martinésia.

Ao ser pedido para falar um pouco do seu sentimento perante esta grande comemoração, Diácono Miron relatou:

“É uma alegria muito grande, pois se levarmos para o lado dos acontecimentos da vida da gente, não era nem pra eu estar vivo. Passei por alguns períodos de doenças que tiraram a expectativa de vida perante a minha família. E eu venci tudo isso porque apesar de tudo, das minhas limitações, pecados e fraquezas eu tenho muita fé. Muita fé em Jesus Cristo, muita fé na minha mãe Maria. Eu hoje me considero nessa celebração um homem com muita alegria, uma conquista, será um marco pra minha vida.

Procurei de todas as maneiras servir com muito carinho e com muito amor. É um trabalho de um pai para a sua família, procurar motivar aqueles que servem, mostrar-lhes que neste caminho que nos leva ao Pai não existe fé sem obras. Espero que Maria continue abençoando seu povo, que Ela possa interceder junto ao seu filho Jesus Cristo por essa comunidade, por cada um, por aqueles que estão passando, por aqueles que estão chegando para que eles possam dar continuidade ao projeto de Evangelização”, finalizou.

11113351_927196847301141_3701565356094668858_n

Na linha do tempo, a lista das sequências dos padres e vigários que já passaram pela Paróquia e Santuário é extensa.

A primeira posse do Pe. Itamar Almeida, atual reitor, ocorreu no dia 30 de junho de 1985 a 12 de janeiro de 1992, sendo o 18º vigário paroquial. Em seguida, veio Pe. José Oslei que ficou até o mês de janeiro de 1999.

Em janeiro de 1999 tomou posse Pe. Marcello Augello que permaneceu até o mês de julho de 2014, sendo então o primeiro reitor do Santuário, quando novamente Pe. Itamar Almeida assumiu e trouxe consigo os vigários Pe. Claudemar Silva e Pe. Eduardo César.

Neste dia comemorações o Santuário estará aberto para receber visitas de todos os que desejarem prestigiá-lo. As missas serão às 7h da manhã – presidida por Dom Paulo Francisco, bispo diocesano – e às 19h presidida pelo atual reitor Pe. Itamar Almeida e pelos vigários Pe. Claudemar Silva e Pe. Eduardo César. Além deles, foram convidados para estarem presentes alguns padres que já passaram pela Igreja Paroquial, como Pe. José Oslei e Pe. Marcello Augello.

Produzido pelo Centro de Comunicação Diocesano (CCD) e apresentando por um dos atuais reitores do Santuário, Pe. Claudemar Silva, o Programa ELODAFE deste sábado, 11, transmitido pela Rádio América – AM 580 (www.radioamerica.com.br) – terá sua programação voltada especialmente para os 70 anos do Santuário.

Sintonize o seu rádio. Sua participação é muito importante para nós.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!