Diocese de Uberlândia Em Destaque

"Pe. Rogério foi escolhido a dedo para esta Paróquia e eu tenho certeza que ele irá responder à altura", afirmou bispo diocesano

Ao som do “Veni Sanctus Spíritus”, a Paróquia Divino Espírito Santo, no bairro Jaraguá, em missa presidida pelo bispo diocesano, Dom Paulo Francisco Machado, recebeu ontem (03) o seu novo pároco, Padre Rogério Antônio Alves.

10300633_780445611976266_5777981598025610757_n

Além dos fiéis da Paróquia Divino Espírito Santo, se fizeram presentes muitos fiéis da Paróquia São Pedro, onde Pe. Rogério Alves exercia seu ministério até então. Também esteve presente à celebração “autoridades da cultura”, como a professora Doutora Marília M. B. Teixeira Vale, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design da Universidade Federal de Uberlândia, que atua com a preservação do patrimônio histórico, que ressalta, sobretudo, a importância do projeto arquitetônico da Igreja Divino Espírito Santo realizado pela arquiteta Lina Bo Bardi.

O bispo diocesano, Dom Paulo Francisco Machado, presidiu a celebração acompanhado pelos padres: Joéds de Castro, Robson de Oliveira, Vladymir, Márcio Gonçalves, Hudson Inácio, Renato Alves e outros. ira…, além dos diáconos: Amarildo, José Alves, Marco Aurélio e Eduardo. “A alegria invade todos os corações cada vez que o povo se reúne para celebrar a vida, e de modo mais intenso ainda quando este mesmo povo se reúne para celebrar a ressureição de Cristo […] Nesta celebração, o bispo entregará ao novo pároco alguns objetos [que compõem o exercício de sua função]”, informou a animadora da Celebração.

10361526_780452818642212_7567784310110495803_n

Logo após o início da celebração foi lido, pelo diácono Eduardo César, o documento que formaliza o incardinação do presbítero à Paróquia: “[…] com a seguinte profissão o nomeamos pároco desta paróquia… o Sacerdote deve respeitar todas as obrigações dos cânones 528 a 530”, diz um trecho da provisão.

“Tendo aqui a certeza de que vocês ainda não sabem de quem se trata, eu quero lhes apresentar o jovem pároco desta paróquia”, Dom Paulo brincou com os fiéis ao apresentar-lhes Pe. Rogério, que foi calorosamente aplaudido de pé. Em seguida, o bispo diocesano dirigiu seus agradecimentos ao Padre Márcio Gonçalves, também presente à cerimônia religiosa, que antecedeu o Pe. Rogério à frente da Paróquia Divino Espírito Santo. Também ele foi aplaudido de pé pela comunidade.

Em sua homilia, Dom Paulo ressaltou:

10438922_780447598642734_279956977541811575_n

Quero saudar os padres, os diáconos, os fiéis leigos, Povo Santo de Deus, que se reúne nesta celebração, na qual entrego esta paróquia ao Pe. Rogério […] E eu tenho certeza de que a leitura de hoje [Liturgia da Palavra] é providencial, porque ela vem mostrar a todos nós fiéis como viver conforme o Evangelho. O Padre é chamado a servir este Jesus chagado; este Jesus que nos mostra seu coração. O padre faz primeiro, mas ele é chamado a comunicar isto aos demais. Na primeira leitura […] a comunidade é viva; ela é o local da presença do ressuscitado. O normal é na comunidade. É este o lugar onde podemos fazer a experiência deste Jesus que ressuscitou […] Ele está em minha vida, me fazendo viver com base em critérios novos, que não são meramente humanos. […] Não podemos abrir mão do Domingo. Eu sei que quanto mais a nossa sociedade se torna pagã, maior será a tendência de abandonarmos o Domingo. O Domingo é o tempo da amizade, da caridade, do perdão […] não podemos abrir mão do Domingo. E o padre uma vez que celebra a eucaristia [faz esta experiência do Domingo; do Senhor]. A outra experiência que o padre nos ajuda a fazer é a da adoração. Tomé exclama: Meu Senhor e meu Deus! Não é isso? […] Tudo se tornou santo em nome de Jesus. São Paulo recordou isto. Tudo ganha um novo significado depois que nós nos encontramos com Jesus e fazemos d’Ele o Senhor de nossa vida, de nossa história. Tomé queria ver as feridas do Senhor e depois disso ele passou a ver que o Senhor está nos feridos, carentes. Uma grande carência que existe em nossos dias é carência da evangelização e o padre é chamado a reconhecer esta carência. Jesus ressuscitou e é a nossa esperança […] Que o Espírito Santo pairando sobre o coração do Padre Rogério possa iluminá-lo a ver que o Domingo deve ser valorizado e possa servir ao coração chagado dos seus irmãos”.

Após a homilia, Pe. Rogério Alves fez sua profissão de fé e de obediência ao bispo diocesano. Renovou seus votos de serviço à Igreja como presbítero. Na sequência, Dom Paulo procedeu à entrega da pia batismal e do tabernáculo ao novo pároco. Durante a apresentação das ofertas, alguns membros da comunidade dirigiram-se até o altar, com cartazes saudando o novo pároco e com objetos que identificavam as pastorais, fraternidades e ministérios existentes (atuantes) na paróquia, sendo recebidos pelo pároco “aos pés do altar”.

Mensagens ao novo pároco:

“Padre Rogério, nós da comunidade São Pedro agradecemos o seu ministério à frente da paróquia durante esses sete anos. Esta comunidade irá partilhar de seu amor, tanto quanto nós” salientou uma fiel da Paróquia São Pedro.

“Nós da Paróquia São Pedro queremos agradecer por este amor que dedicou a nós e que sedimentou esta relação […] Obrigado pelo tempo que estivemos juntos”.

Em seguida, o já pároco da Paróquia Divino Espírito Santo ouviu também a saudação de seus novos paroquianos: “Padre Rogério, nós te entregamos a Paróquia Divino Espírito Santo. Espero que seja guiado pelo amor de Jesus e Maria, que o Espírito Santo nos fortaleça […] e que nós, leigos e leigas, possamos cada dia semear mais […] Seja bem vindo à Paróquia Divino Espírito Santo, recebendo nossos abraços fraternos e nossas orações”.

Depois foi a vez do Padre Rogério se dirigir à comunidade e a todos os presentes. Confira trechos do discurso, abaixo.

10492511_780451878642306_5233367911990279908_n

[box type=”note”]

“Vede só como eles se amam. Excelentíssimo e reverendíssimo Dom Paulo, Padres… quis começar esta fala citando como os primeiros discípulos eram saudados. A unidade que surge do amor partilhado na mesa e no altar, nos estabelece como comunidade, somos comunidade, somos igreja. Quero começar esta história com esta paróquia que não inicia sua história comigo […] todos aqui deixaram sua contribuição para a construção do Reino de Deus. Quero citar também o Pe Márcio. […] Portanto, conto com o auxílio de cada membro, que aqui exerce seu ministério, para que todos vejam: vede como eles se amam. Esta paróquia tem duas igrejas tombadas pelo patrimônio histórico, portanto, são também lugar de visitação. E pensando assim, a Igreja é uma comunidade de fé que contribui para com a cultura […] Por isso, a pedido de nosso bispo, queremos reforçar o aspecto cultural deste lugar, que irá receber objetos importantes. Quero desde já agradecer, os muitos professores da Universidade Federal de Uberlândia, da Faculdade Católica de Uberlândia e de outras instituições que nos auxiliam. Aos institutos da Igreja, de Arte Sacra, Revista Relicarium. A todos, muito obrigado. Nossa igreja estará aberta ao diálogo com vocês. Quero agradecer aos meus amigos de presbitério, Pe Renato, de Belo Horizonte, aqui presente e demais. Quero agradecer à Paróquia São Pedro, que agora está sob os cuidados do Pe. Júlio Urzedo, esta paróquia que é meu primeiro amor. […]

[/box]

E se valendo de um poema de Fernando Pessoa, Pe. Rogério finalizou:

[box]

Senhor, que és o céu e a terra, que és a vida e a morte!
O sol és tu e a lua és tu e o vento és tu!
Tu és os nossos corpos e as nossas almas e o nosso amor és tu também.
Onde nada está tu habitas e onde tudo está – (o teu templo) – eis o teu corpo.
Dá-me alma para te servir e alma para te amar. Dá-me vista para te ver sempre no céu e na terra, ouvidos para te ouvir no vento e no mar, e mãos para trabalhar em teu nome.
Torna-me puro como a água e alto como o céu. Que não haja lama nas estradas dos meus pensamentos nem folhas mortas nas lagoas dos meus propósitos. Faze com que eu saiba amar os outros como irmãos e servir-te como a um pai.
[…] Minha vida seja digna da tua presença. Meu corpo seja digno da terra, tua cama. Minha alma possa aparecer diante de ti como um filho que volta ao lar.
Torna-me grande como o Sol, para que eu te possa adorar em mim; e torna-me puro como a lua, para que eu te possa rezar em mim; e torna-me claro como o dia para que eu te possa ver sempre em mim e rezar-te e adorar-te.
Senhor, protege-me e ampara-me.
Dá-me que eu me sinta teu.
Senhor, livra-me de mim.

[/box]

Ao final, o bispo diocesano se dirigiu novamente aos fiéis presentes conclamando-os a terem um verdadeiro Espírito Missionário.

“A Igreja cada vez mais vai tomando consciência da sua missão de evangelizar. Se a Igreja deixar de evangelizar ela perderá o seu sentido. Está aí o Documento de Aparecida, a Evangelli Gaudium. O papa Francisco insiste também no caráter missionário da Igreja. Ela é chamada a evangelizar. E está aqui esta comunidade que pode fazer isto através da cultura. E nós estamos prestes a montar o museu diocesano e a mostrar esta história. E não só assume compromisso com esta história, mas com a história da evangelização. O Pe Rogério foi escolhido a dedo para esta paróquia e eu tenho certeza que ele irá responder à altura. […] Aquele escultor local que fez e deixou alguma obra e eu sei que aqui na diocese existem exemplos destes, além daquilo que foi trazido pra cá. Esta paróquia tem esta importância e é reconhecida pelo Estado. A Lina Bo Bardi, não era católica, mas eu tenho certeza que ela conhecia de religião, porque aqui no centro está o altar. E é no altar que nós oferecemos a nossa vida. A Diocese pode contar com o apoio com vocês? – questionou Dom Paulo à comunidade, que prontamente respondeu sim – Então, Pe. Rogério, pode contar com a comunidade, porque eles assumiram o compromisso diante do bispo e olha que mentir para o bispo dá um azar danado hein”, brincou Dom Paulo.

__________________________________

O CCD – Centro de Comunicação Diocesano – deseja ao Revmo. Sr. Padre Rogério Alves um tempo fecundo em seu ministério e em seu pastoreio junto à Paróquia Divino Espírito Santo, bem como aos seus paroquianos.

Para conferir outras fotos da missa de posse canônica de Pe. Júlio Urzedo, acesse nossa fanpage:www.facebook.com/elodafe

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!