Diocese de Uberlândia Em Destaque

Presbíteros da Diocese entram em retiro canônico

De 21 a 24 de julho, os Presbíteros da Diocese de Uberlândia, juntamente com o bispo diocesano, Dom Paulo Francisco Machado, estarão em retiro espiritual na cidade de Águas de São Pedro, no Estado de São Paulo.

DSC02496-1
Foto de arquivo: meramente ilustrativo.

O retiro dos ministros ordenados (diácono, padre, bispo) é uma exigência do Código de Direito Canônico, conforme cânon 276 § 24. Mas, longe de ser uma imposição, é um momento oportuno para que os ministros da Igreja renovem suas forças físicas e espirituais, sobretudo, num momento propício para a convivência e a comunhão entre o presbitério.

É inegável que, no desempenho de suas funções ministeriais, os padres são acometidos de cansaço físico, espiritual, estresse, preocupações e desgaste na condução das atividades apostólicas. A reflexão, a oração pessoal e comunitária e, sobretudo a oportunidade de parar por alguns dias suas intensas atividades pastorais, possibilita-lhes uma renovação integral indispensável.

Segundo o coordenador da Pastoral Presbiteral, Pe. Joéds de Castro, em entrevista ao Programa ELODAFE desse último sábado (19), afirmou que esse momento de retiro é importante para que os padres tenham maior contato consigo mesmos, com os outros irmãos de presbitério e, acima de tudo, possam viver um tempo maior de revigoramento.

“Padre, vá em paz que nós estaremos aqui rezando por vocês. E fique tranquilo: nós não iremos nos beliscar mutuamente”, brincou, sugerindo que os paroquianos animem vivamente seus respectivos párocos.

Aproveitando a oportunidade de se comunicar com os fiéis diocesanos através da Rádio América, Pe. Joéds propôs que os fiéis paroquianos incentivem seus párocos e os animem para que vivam profundamente este momento de intimidade com Deus e com os irmãos presbíteros.

O valor da oração na vida do cristão é indiscutível. Quanto mais na vida de um que age in persona Christi e in persona ecclesiam (na pessoa de Cristo e na pessoa da Igreja). Como fruto de uma vida em comunhão com Deus, especialmente por meio da oração, é a graça da santidade, isto é, de parecer cada vez mais com Deus, nas palavras e nas ações. O padroeiro dos padres, São João Maria Vianney, salientou que: “Um bom pastor, um pastor segundo o coração de Deus, é o maior tesouro que o bom Deus pode conceder a uma paróquia e um dos dons mais preciosos da misericórdia divina” (S. Cura d’Ars).

O CCD – Centro de Comunicação Diocesano – em atenção aos nossos pastores diocesanos assegura-lhes nossa estima e nossas orações para que tenham um fecundo Retiro Espiritual.

1 comentário

Clique aqui para postar um comentário

  • “Desamarrem as sandálias e descansem
    Este chão é terra santa, irmãos meus
    Venham, orem, comam, cantem
    Venham todos
    E renovem a esperança no senhor”
    Que este retiro, sirva para renovar a esperança no Senhor.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!