Destaque Em Destaque

Reflexão (03/07) Monsenhor Paulo Daher

Solenidade de São Tomé
03/07/2024
Quarta-feira

No evangelho de S. João, 20, 24-29, Jesus apareceu ressuscitado aos apóstolos. Tomé não estava. Quando veio disseram que tinham visto o Senhor. Tomé diz que só vai acreditar se tocar em suas chagas. Oito dias depois Jesus apareceu e chamou Tomé para que tocasse em suas chagas.
Tomé responde: Meu Senhor e meu Deus. E Jesus diz:” você acreditou porque viu. Felizes os acreditam sem terem visto.
A ressurreição de Cristo apresenta muitos momentos humanos de incertezas, medo, dúvidas daqueles os mais chegados a Jesus. É uma prova mais que verdadeira de que os apóstolos não eram fanáticos que acreditavam no que viam ou não viam. Eram como nós, com nossa fé, às vezes vacilante.
Os racionalistas, ateus e os que não aceitam o que os evangelhos apresentam, principalmente em coisas que não tenham certeza científica de análises minuciosas não agem com honestidade. Há certezas humanas que bastam serem apresentadas para terem um valor “científico”. Morre alguém. Seu corpo começa a decomposição, cheira mal (Jo 11, 39), não precisa passar por análises de laboratório para ter-se a certeza de sua morte.
Tomé duvida. Desafia. Jesus aceita seu desafio e manda que faça o que exigiu. Cai de joelhos e afirma: meu Senhor e meu Deus.
Jesus ainda pensa em nós e diz que nós somos muito felizes pois não vendo, não presenciando os fatos maravilhosos de sua vida, morte e ressurreição, acreditamos: Eu creio, Senhor, mas aumenta a minha fé (Mc 9,24).
Em muitas ocasiões somos como Tomé, queremos sim, acreditar, mas nossa fé vacila. É que vivemos muito ligados ao que vemos, ouvimos e sentimos. E esquecemos que a fé tem outro modo de perceber as coisas. Até em nossa própria vida. Quantas vezes diante de um fato comprovado, ainda temos a coragem de dizer: será que?
A todo momento nossa fé é provada. Por isso devemos sempre mais trabalhar nossa fé. Alimentá-la pela leitura da Palavra de Deus, orações e sacramentos. Pois existem fatos que nos tocam profundamente, nos ferem de tal maneira que balançamos em nossa fé. Esta exige, como deve ser, uma aceitação incondicional à Providência de Deus. Acreditamos, sim, que Deus nos assiste sempre e em tudo.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!