Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão (09/05), por Monsenhor Paulo Daher

4ª Semana da Páscoa | Segunda-feira
09/05/2022

Em João 10, 1-10, Jesus fala sobre a ação de um pastor que cuida de suas ovelhas. Conhece bem suas ovelhas e elas também o conhecem. Só seguem a voz de seu pastor.

Cristo aplica esta experiência do pastor e das ovelhas, dizendo: “Eu sou a porta das ovelhas. Antes de mim os que se diziam pastores não o eram. Quem entrar por mim será salvo. Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.”

Aproveitando as experiências que as pessoas de seu tempo tinham, Jesus comunica as orientações sobre a vida religiosa. Aqui destacando o modo de Deus tratar as pessoas.
O ponto de partida é o conhecimento pela convivência de cada dia. No caso entre pastor e ovelhas. E na aplicação: de Deus para nós e de nós para Deus.

Conhecer por ver de perto ou de longe as pessoas é o começo. Conviver nos vários momentos da vida vai mais além.

Um mãe vivia reclamando de sua filha porque ela não falava muito e nem expressava em palavras e gestos comum de cada dia seu amor à mãe como ela desejava.
A mãe ficou doente. Teve de ser internada. A filha pediu licença de seu trabalho para dar assistência à sua mãe.
O carinho, a atenção, o cuidado da filha favoreceram mais a recuperação da saúde de sua mãe do que os remédios.
A mãe então percebeu quanto sua filha a amava sem expressar tanto em palavras ou gestos carinhosos. Era o jeito dela.

Jesus aplica a si o conhecimento que o pastor tem de suas ovelhas e o amor destas para com seu pastor. Ele é assim conosco. E deseja muito que o sejamos também para com Ele.

Aqui conhecer é mais profundo: é por experiência, por conviver. Para nós leva tempo.
Não conseguimos logo, nem depressa, conhecer as pessoas. Cada um é um mistério. Até para nós mesmos.
Durante nossa vida vamos aos poucos nos conhecendo pelas reações variadas que acontecem conosco.

Santo Agostinho depois das experiências que ia tendo desde que confiou inteiramente em Deus, dizia:
“Senhor que eu conheça a Ti e que eu me conheça a mim.”

Conhecer a Cristo e segui-lo é vital para mim. Então eu quero conhecê-lo. Não basta o desejo, nem a vontade. Mãos à obra.

O caminho é ir ao encontro dele, para ouvi-lo, segui-lo e não olhar mais para trás.

Cristo vive e é o Senhor!

Monsenhor Paulo Daher (falecido em 2019)

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!