Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão (10/02/2024) Monsenhor Paulo Daher

Santa Escolástica, virgem – Memória | Sábado
10/02/2024

Em Marcos 8, 1-10, Jesus acompanhado de uma multidão viu que nada tinham para comer. Perguntou quantos pães tinham. Disseram sete. Jesus mandou que se sentassem na grama, pegou os pães orou, partiu-os em pedaços e pediu que os distribuíssem ao povo como também peixinhos. Todos comeram e ainda sobraram sete cestos de restos. Eram quatro mil pessoas. Depois Jesus se despediu e foi para outra região.
Quando Jesus enviou seus discípulos a evangelizar as cidades e deu-lhes todo o poder como Ele o tinha, recomendou que nada levassem consigo. Nem sacola, nem alimentos, nem dinheiro… que imprevidência!?
O sentido exato dessa recomendação e dessa despreocupação não é que nada comessem, e que se descuidassem das preocupações normais da vida. Devemos usar o que precisamos para uma vida normal. Mas que não ocupe todo o nosso tempo como se ter tudo seja a razão de nosso viver.
Onde está em seu coração o lugarzinho para Jesus repousar?
Há pais que lutam muito para ter uma vida confortável, com tudo o que a vida moderna oferece. E não tem tempo para se conhecerem, para gozar a presença de seus filhos (muitos só tem um/a). envelhecem rápido que acabam não tendo nem tempo para viver e se sentem abandonados.
Dinheiro, trabalho, casa confortável, vida social intensa não substituem o viver bem, encontrar-se descontraído com a família, com as pessoas.
Há casamentos que duram pouco porque o casal não tem tempo para se olhar um no olho do outro. Há filhos tão cedo estressados, pularam as etapas de suas idades com ocupações eletrônicas, não cantam cantigas infantis, nunca cheiravam uma rosa, nem molharam a cabeça na água fria duma fonte, nunca subiram numa árvore, nunca soltaram pipas (ou papagaios), nunca rolaram na grama, jamais levaram picadas de abelhas nem provaram a doçura do mel dos favos, nunca pegaram uma manga no pé nem se melaram chupando-a, nem sentiram o calor, a fofura e a tremendeira de um coelho, enfim estão cheios de parafusos, são robôs por enquanto vivos.
Viva melhor sua vida, cuide do necessário, deixe um pouco de trabalho para Deus.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!