Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão (13/2023) Monsenhor Paulo Daher

São João Crisóstomo, bispo e doutor da Igreja – Memória | Quarta-feira
13/09/2023

Em Lucas 6, 20-26, Jesus apresentou como podemos merecer ser felizes, sentir-nos
realizados na convivência com as pessoas: pobres, famintos, os que sofrem, os desprezados pela sociedade. Ainda chama à atenção ao apego às riquezas.
A palavra felicidade tem muitos sentidos. Para uns é o momento em que vive quando as coisas correm bem. Para outros é a realização de um sonho. Outros ainda é ter bens materiais, ou espirituais, ou muitas amizades, ou status social.
Todos sem exceção queremos ser felizes.
O sentido maior, mais profundo e duradouro é estar de bem com a vida em qualquer situação sabendo que estamos sempre nas mãos de Deus. E de modo bem prático saber conviver com qualquer tipo de pessoa sendo para ela uma presença amiga, fiel, de união e de amor sincero.
Este sentir-me feliz faz-me desprendido de bens materiais e desejoso de estar presente a
qualquer pessoa esteja em que situação estiver. Pois sempre a considero um irmão ou irmã querida.
A felicidade também tem vários graus conforme a idade, a condição social, cultural,
religiosa.
Às vezes a perda de uma situação que nos fazia tão felizes pode abrir-nos os olhos para
encontrar também felicidade na mudança de todos os nosso planos.
A felicidade pois pode depender de minha capacidade de enfrentar a vida como ela é e transformar qualquer situação em nova maneira de enxergar a vida.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!