Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão (14/03), por Monsenhor Paulo Daher

2ª Semana da Quaresma | Segunda-feira 14/03/22

Em Lucas 6, 36-38, Jesus pede que sejamos misericordiosos como o Pai celeste. Não julguemos ninguém. Recebemos muito, por isso também com a mesma medida com que medirmos os outros, nós também seremos medidos.

É o apelo que ouvimos muitas vezes durante a quaresma, tempo de renovação de nossa vida. Quaresma: tempo de misericórdia de Deus para conosco e de nós para com todos.

Assim como por uma espécie de egoísmo pessoal inato em cada um de nós, que faz-nos pensar mais em nós mesmos, cuidar de nossos interesses, sempre ouvimos da Palavra de Deus, que amemos os outros como nós nos amamos. É o que nos diz o próprio mandamento do amor: amar o próximo como amamos a nós mesmos.

Assim a medida do tratamento que devemos dar aos outros é o mesmo que queremos que usem para conosco.

Com sabedoria Jesus colocou na oração que compôs para que a fizéssemos cada dia, o Pai nosso: toda ela insiste na união do que somos e queremos que seja sempre por nós. Assim começa: Pai nosso, venha a nós o vosso reino… O pão nosso … nos dai… perdoai nossas ofensas assim como nós perdoamos… E não nos deixeis cair em tentação. Mas livrai-nos do mal.

É que Jesus é o Filho de Deus e Ele com o Pai e o Espírito Santo são um só Deus. Unidade na Trindade.
E a palavra que especifica com muita propriedade o amor às pessoas é a misericórdia. Palavra muito rica de significado e característica do verdadeiro amor.

Misericórdia, coração sensível, compassível, atento a tudo e a todos e de modo especial a quem pede, merece e precisa de um olhar amoroso, sincero, amigo, à disposição.

Talvez o termômetro da misericórdia seja a criança. Ela é capaz ainda pequena e sem ainda falar, de sentir que a pessoa lhe quer bem, mesmo sem ainda falar. Há uma empatia fantástica da criança para com quem de fato é pessoa aberta, amiga, acolhedora, feliz.
E não custa nada. Tem de vir lá de dentro, do íntimo do coração, como sentimento natural, espontâneo.

Cristo vive e é o Senhor!

Monsenhor Paulo Daher (falecido em 2019)

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!