Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão (16/02/2024) Monsenhor Paulo Daher

SEXTA-FEIRA depois das
Cinzas
16/02/2024

Em Mateus 9, 14-15, os discípulos de João perguntam a Jesus porque eles e os fariseus fazem jejum e os discípulos de Jesus, não. Jesus responde: “que os amigos do noivo não fazem jejum quando estão com o noivo. Depois sim, farão.”
Quando os profetas apresentavam a figura do Messias, os acontecimentos que teriam lugar com sua chegada, chamavam à atenção principalmente para clima de alegria, festa, novos tempos, transformação da realidade para criar uma renovação para melhor.
E de fato neste sentido por onde Jesus passava tudo se transformava, as pessoas sentiam que era um tempo novo, os doentes se curavam, as pessoas deixavam o que estavam fazendo para ficar com Jesus, sem pensar nem no cansaço, nem na fome, nem em tristezas.
A imagem que Jesus apresentava e usa neste momento é a festa de casamento, que aliás sempre ajuda em outras ocasiões, para significar sim que o Noivo estava chegando, o centro da comemoração estava em destaque, como nos casamentos judeus: todos esperavam o noivo, que era o centro das atenções, como sinal do chefe de família, que chama ou está presente, que distribui os bens para todos.
Festa é festa, tudo é alegria comunicativa que se manifesta na comida, na refeição abundante para todos (multiplicação dos pães!), na bebida, no vinho saboroso que nunca podia faltar (olhe o milagre em Caná!).
Os chefes religiosos que não aceitavam Jesus como o Salvador prometido, anunciado e esperado pelos profetas, não entendiam que era tempo e festa, e que festa!
Seria uma ofensa participar duma comemoração dessas e não tocar em comida oferecida com tanta abundância e variedade, não beber nem comemorar com os outros com a bebida que despertava mais ainda a união de todos na cerimônia.
A razão da presença de Jesus não era a de um juiz que vem pedir contas das responsabilidades de cada um, nem de ajuste de contas. Era a de um pai, de um pastor carinhoso e cuidadoso com suas ovelhas, de uma quase mãe acolhendo com tanto carinho as crianças. De um médico que com sua competência cura as doenças, para trazer de volta a alegria da vida.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!