Colunistas Destaque Destaque2 Em Destaque

REFLEXÃO (18/07), POR MONSENHOR PAULO DAHER

Em Mateus 12,48-42, fariseus vieram pedir a Jesus um sinal do céu.

Jesus responde que a eles bastaria o que aconteceu com Jonas que ficou três dias no ventre do peixe.
Assim vai acontecer com o Filho do homem.
No dia do Juízo os habitantes de Nínive e os que pediram ao rei Salomão solução a seus problemas e os acusarão por não atenderem ao chamado. Aqui está quem mais que Jonas e queSalomão.

Nós ficamos espantados com os fariseus que apesar de verem tantos milagres ainda vinham pedir mais provas.

O ser humano tem uma natureza rica e complexa. E por causa disso, tem de fazer um trabalho completo em sua educação e formação de domínio sobre todas as forças físicas e psicológicas.

Quando alguém vem de uma família de hábitos já adquiridos por muito tempo, acaba refletindo em suas reações o que lhe foi transmitido em sua família ou ambiente.

Os exemplos ou sinais que Jesus apresenta eram para ajudar os judeus a entenderem que o passado do povo estava muito marcado com o futuro Salvador. Os profetas adiantaram tudo o que iria acontecer. E seus ouvintes estudiosos nem sabiam ler o passado em relação ao futuro nem vendo o futuro previsto se realizar nele, deixaram de lado os profetas que o anunciaram.

Porque? Nós também temos a resposta em nossa vida de não enxergar a providência divina que conduz tudo para o nosso bem. Procuramos ver e aceitar o que não nos traz a verdadeira felicidade pensando cumprir os planos do Senhor sobre nossa vida.

Cristo vive e é o Senhor!

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!