Destaque Destaque2 Em Destaque

REFLEXÃO (21/09), POR MONSENHOR PAULO DAHER

25ª Semana do Tempo Comum | São Mateus, Apóstolo | Quarta-feira
21/09/2022
Evangelho (Mt 9,9-13)
Naquele tempo, 9Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!” Ele se levantou e seguiu a Jesus. 10Enquanto Jesus estava à mesa, em casa de Mateus, vieram muitos cobradores de impostos e pecadores e sentaram-se à mesa com Jesus e seus discípulos. 11Alguns fariseus viram isso e perguntaram aos discípulos: “Por que vosso mestre come com os cobradores de impostos e pecadores?” 12Jesus ouviu a pergunta e respondeu: “Aqueles que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. 13Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”.

cidade.

Mateus 9, 9-13, Jesus viu e chamou o cobrador de impostos Mateus: “Segue-me!” Ele deixando tudo, O seguiu.

Mais tarde deu um banquete de despedida a todos os seus amigos, com Jesus e seus discípulos.
Os fariseus reclamam.

E Jesus: “eu não vim chamar os justos, mas os pecadores por misericórdia.”

Na história religiosa como na comum também há os que são fiéis seguidores da verdade e do bem e há os que nem sempre acertam ou que se desviam no caminho que deveriam seguir.

Numa família os pais não devem só dar mais atenção aos filhos que obedecem e seguem seus conselhos.
Até é importante que prestem mais atenção aos que não aceitam seus conselhos e buscam caminhos que não irão ser de fato sua felicidade.

Se um artista está realizando uma obra: pintura, escultura, ele não deve só se alegrar com as figuras perfeitas que está realizando mas melhorar uns detalhes que talvez não estejam bem definidos.

Um maestro que está preparando o coral ou a orquestra com uma música apreciável, não deve se contentar só com as vozes que mostram a beleza da peça, nem aplaudir os instrumentos que estão bem afinados com a composição. Mas tem de ajudar quem não está dentro da harmonia da música.

Assim em qualquer convivência de pessoas é bom que nos alegremos com quem colabora e sempre se dispõe a ajudar a todos. Temos de dar atenção a quem quer colaborar, mas erra muito e precisa de ajuda para se unir ao bem que todos desejam alcançar.

Jesus veio para salvar os pecadores que precisam mais de sua ajuda. E claro com isto confirma os que lhe são fiéis.

Cristo vive e é o Senhor!

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!