Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão (23/02), por Monsenhor Paulo Daher

7ª Semana Comum | Quarta-feira 23/02/202

Em Marcos 9, 38-40

O discípulo João disse a Jesus: “Mestre vimos uma pessoa expulsando demônios. Nós o proibimos de o fazer, porque ele não nos segue.
Jesus responde: “Não façam isso. Quem faz milagres em meu nome está também conosco.”

Temos o costume em nossa vida e em nossos relacionamentos de sempre discriminar de alguma forma.

Em tempos passados se falava sobre nossa religião em suas verdades espirituais e nos costumes que a moral orientava.
E conforme ia-se formando uma comunidade forte de fé, havia pessoas que eram muito radicais na exigência em relação ao que deviam seguir.
E julgavam os que não os acompanhavam.

No tempo de Jesus, os judeus, firmando-se em que eram o povo escolhido por Deus, e seguindo orientações severas antigas e outros costumes que eram acrescentados, julgavam os que não aceitavam segui-los assim, como pecadores e quase amaldiçoados por Deus.

Jesus foi quebrando aos poucos esta posição radical. Claro que valorizava o que era orientação religiosa proposta por Deus. Mas quem não O seguia, sempre acolheu para que encontrasse o verdadeiro caminho.

No caso deste trecho do evangelho, João não aceitava acontecer algo maravilhoso (milagre) da parte de quem não seguia Jesus como seus discípulos, embora tivesse invocado o poder de Jesus.

No mundo em que vivemos há gente fervorosa na fé, e há pessoas que são boas e honestas e não estão ligadas a nós. Sem julga-las devemos sempre abrir portas para que cheguem a conhecer Jesus e sua Igreja.

Nunca sabemos o porque ainda não se ligaram totalmente a Jesus. Só o Senhor os poderá julgar.

Da nossa parte sejamos sempre acolhedores.

Cristo vive e é o Senhor!

Monsenhor Paulo Daher (falecido em 2019)

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!