Colunistas Destaque Destaque2 Em Destaque

REFLEXÃO (27/06), POR MONSENHOR PAULO DAHER

13ª Semana do Tempo Comum | Segunda-feira
27/06/2022

13ª Semana do Tempo Comum | Segunda-feira
27/06/2022

Em Mateus 8, 18-22, um mestre religioso veio dizer a Jesus:
“eu te seguirei aonde fores.”
Jesus responde que os animais tem um lugar onde ficar, e ele não tem nem onde repousar sua cabeça.

Outro lhe pede para sepultar seu pai. E Jesus:
“deixe que os mortos enterrem seus mortos.”

O mestre religioso, pelo conhecimento da Palavra de Deus e por sua experiência religiosa, devia estar observando Jesus em tudo o que dizia e fazia.
Gostava do que via e ouvia de Jesus. Assim um dia decidiu dizer a Jesus que gostaria de segui-lo aonde Ele fosse.

Não sabemos o que mais teria dito o mestre.
Mas Jesus foi logo direto dizendo como era a vida que estava tendo.

O evangelho não nos diz sua resposta. É certo que desistiu de seguir Jesus.

O outro caso: a pessoa foi chamada, mas pediu para cuidar antes de seu pai até a morte dele. Jesus não confirmou seu pedido.

Para o tempo de Jesus, segui-lo era exigente. Depois com a expansão da Igreja, percebemos que o seguimento de Cristo pede a mais variada maneira, cujo nome pode ser “carisma”, isto é, cada um é chamado por Deus para ser religioso da forma própria da pessoa e dos apelos de Deus manifestados no decorrer de sua vida.

Cada um de nós é chamado por Deus para viver a vida humana comum, mas ouvindo a Palavra de Deus e as orientações de nossa Igreja, deve descobrir qual é a melhor forma de seguir Jesus.

Cristo vive e é o Senhor!

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!