Colunistas Destaque Destaque2 Em Destaque

REFLEXÃO (29/09), POR MONSENHOR PAULO DAHER

São Miguel, São Gabriel e São Rafael | Quinta-feira
29/09/2022
Evangelho (Jo 1,47-51)

Em João 1, 47-51, o evangelho fala de Natanael que foi levado por Filipe a Jesus, que dele disse: “eis um verdadeiro israelita. ” Natanael responde: ” donde me conheces?” E Jesus:” eu te vi debaixo da figueira.” E Natanael: “Rabi tu és o Filho de Deus , o rei de Israel. ” E Jesus: “só porque te vi perto da figueira? Coisas maiores verás: Vocês vão ver os céus abertos e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem”.
Temos na Biblia pessoas cuja amizade entre si foi caminho para mudança de vida ou mesmo renovação
da mesma.
Conhecemos a amizade entre Jonatas e Davi entre Rute e Noemi,
Agora Natanael e Filipe. Este, chamado por Jesus e sentindo-se tão feliz por trabalhar com o Mestre,
quis que seu amigo pudesse também receber esta mesma bênção. Tentou, mas quase não teve resposta. Como eram amigos mesmo, Natanael foi com ele para conhecer esse tal Jesus de quem o amigo falava com tanto entusiasmo.
O resultado está ai neste trecho tão singular do evangelho.
Em nossa correria pelas estradas de nossa vida o dia inteiro, recebendo uma quantidade enorme
de informações as mais variadas do mundo inteiro, comunicando-nos com rapidez com nossos amigos ou companheiros de trabalho, a vida vai passando depressa que nem percebemos onde estamos e para onde vamos.
E em cada esquina desta nossa desenfreada agitação mal olhamos para as pessoas e nem divisamos um
rosto amigo, simpático que nos convida para um momento parar e olhar para o alto, para dentro de nós mesmos e nos certificar que ainda estamos neste mundo preparando um outro muito melhor. E Jesus fica na fila esperando a
sua vez.
Às vezes somos egoístas em relação ao bem que recebemos da presença de Jesus. Queremos que c
Senhor fique conosco sempre.(Lc 24, 28s) Não saia. Não precisa ir para a casa dos outros que já estão bem!(Lc 8,1)
O cristão não pode ser pessoa acomodada só com seu próprio bem estar, mesmo por ter
Cristo por perto, esquecendo-se de que lá fora há muitos com sede de Jesus e ninguém vem sacia-la.
Nunca seremos totalmente felizes, mesmo tendo o Senhor por perto se não convidarmos outras pessoas para estar também com Ele.

Cristo vive e é o Senhor!

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!