Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão 4° Domingo da Quaresma, por Monsenhor Paulo Daher

4º Domingo da Quaresma

27/03/2022

No evangelho de S. João 3, 14-21, Jesus diz a Nicodemos que como Moisés levantou a serpente no deserto, assim será levantado o Filho do Homem para que quem nele creia tenha a vida eterna. Porque Deus nos amou muito enviou seu próprio Filho ao mundo não para condenar mas para salvar a todos. Quem nele crer aproxima-se da luz para que sejam claras suas ações feitas em Deus.

Foi uma conversa muito séria, quase teológica sobre a História da Salvação. Nicodemos era um mestre judeu. Devia conhecer a história de seu povo e se veio conversar com Jesus é porque notou o valor de tudo o que Jesus dizia, fazia e iluminava com seu saber divino.

Por isso logo apresenta a razão de sua visita: não é possível ser e fazer o que Jesus faz se Deus não estiver com ele. E no sentido mesmo de ser o Salvador esperado.

Jesus traz o exemplo forte da serpente no deserto, quando Moisés pediu a Deus perdão pelos pecados do povo. A serpente estava matando muita gente. Ela estava sendo o princípio da morte. Deus manda que faça uma serpente de bronze e a coloque numa haste. Quem fosse picado, olhando para ela se curava.

Jesus então já aponta para sua morte na cruz.

A figura de Cristo crucificado é sinal de vida e salvação para todos os que o invocarem.

A cruz, Cristo vai dar sua vida por nós em sua crucificação.

E mais, as pessoas não só vão se curar das picadas de seus pecados, como terão nova vida. Cristo crucificado é fonte de vida, De seu lado aberto pela lança, jorra (sangue) vida e salvação(água).

Como nossa Igreja canta três vezes na sexta-feira da Paixão, quando o sacerdote entrando pelo centro da igreja, vai descobrindo Cristo crucificado: Eis o lenho da cruz, da qual pendeu a Salvação do mundo. E o povo responde: Vinde adoremos.

A razão da resposta de Deus às nossa infidelidades é: Porque Deus nos amou muito enviou seu próprio Filho ao mundo não para condenar mas para salvar a todos.

Cristo vive e é o Senhor!

Monsenhor Paulo Daher (falecido em 2019)

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!