Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão do 2° Domingo da Quaresma, por Monsenhor Paulo Daher

2º Domingo da Quaresma

13/03/2022

Em Lucas 9, 28-36,Jesus levou Pedro, Tiago e João ao alto da montanha para rezar. Ele ficou envolvido em uma grande luz e com Ele estavam Moisés e Elias falando sobre os futuros sofrimentos que Ele teria.

Os apóstolos acordaram do sono e Pedro diante do que via queria fazer ali três tendas para Jesus e para os dois. Uma nuvem os envolveu, uma voz se ouviu: “Este é meu Filho querido, escutem-no.”

Depois tudo se acalmou e Jesus estava já sozinho e pediu que descessem.

De vez em quando Jesus levanta o véu do futuro e fala sobre o que ainda está por vir.

Os apóstolos como qualquer um de nós, diante do poder da palavra de Jesus, seus milagres, confiamos inteiramente sem receio de que nada de mal pudesse acontecer com eles.

Nossa vida na terra embora seja organizada em sua estrutura por Deus está sujeita a mudanças. É próprio do ser humano que embora tenha qualidades não tem domínio absoluto de suas próprias reações e da diversidade de resposta de outras pessoas.

Por isso o resultado do que temos do desenvolver de nossas vidas nem sempre correspondem ao que pretendemos.

Temos liberdade de escolher o que queremos realizar, mas nem sempre conseguimos o que pretendíamos, porque não conseguimos prever situações que se criam pois não temos o domínio sobre isso.

Os momentos melhores e de realizações encontram sempre outros os quais são também caminhos para melhor convivência com as pessoas. Só Deus tem o domínio do tempo passado, pressente e futuro. Temos de confiar sempre nele.

Jesus que é a Palavra do Pai deve ser ouvido, atendido por nós como alimento indispensável para união maior com Deus.

Cristo vive e é o Senhor!

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!