Destaque Destaque2 Em Destaque

Reflexão: Ele não jogou no Flamengo mas ainda bate um bolão

 

São Simão e São Judas, Apóstolos – Festa | Sábado
28/10/2023

Em Lucas 6, 12-19, Jesus orou a noite toda. Pela manhã escolheu os doze apóstolos (nominalmente). Ao descer da montanha encontrou grande multidão que o esperava. Falou-lhes. Curou os doentes. Muitos tocavam em Jesus de quem saía uma força que os curava.
A Providência divina é a maneira como Deus conduz toda a nossa vida. Ela conhece o passado, conduz o presente e prepara o futuro.
Jesus viveu nossa vida humana e quis deixar os meios de podermos viver bem no reino que ele iniciaria aqui na terra.
Observando bem toda a trajetória da História de nossa Salvação, desde o começo, percebemos uma ordem em tudo, conduzindo pessoas e fatos para que o plano de Deus fosse acontecendo.
O Filho de Deus veio à terra, para ficar. Nos 33 anos vivendo num lugar, Palestina, a vida normal de todo o ser humano. Cumprida sua missão deste tempo, inaugurou em Pentecostes, com a presença e ação de seu Espírito de Amor, sua Igreja, que o faz presente com as graças que devem conduzir as pessoas de todo o mundo para viverem seu reino na terra, preparando o Reino definitivo nos céus.
No trecho de evangelho de hoje escolheu e iria prepara-los bem, os doze apóstolos que seriam e foram as colunas do edifício de sua Igreja.
Até hoje à frente desta sua Igreja estão os atuais Apóstolos, na pessoa do Papa, Bispos e Padres, que são iluminados por Deus para levar a todas as pessoas a riqueza de salvação que Ele nos deixou.
A fé do povo cristão se manifesta confiante ao buscar nos representantes de Jesus as graças de que necessitam de Jesus para viver como fiéis seguidores do Mestre Divino. E o fazem por meio dos sacramentos, de modo especial na Eucaristia, o centro de toda a vida cristã.
Cada batizado é membro efetivo da Igreja, isto é, tem o mesmo dever de toda a Igreja: evangelizar. Levar a presença e o amor de Cristo a todos, de modo especial aos que ainda não O conhecem, ou dele se afastaram.
Há cristãos que seguem tudo o que o Senhor lhes pede quanto à sua vida pessoal. De alguma forma garantem seu lugarzinho no céu. Cuidam bem de si e esquecem-se dos outros.
Se Igreja quer dizer comunidade de irmãos que se reúnem. Se encontram, convivem. Uma pessoa sozinha, mesmo que talvez pudesse ser até um santo, se só cuidar de si mesmo estará se enganado e querendo enganar a Deus. Deus não é Pai de órfãos , nem de filhos únicos. Deus é Pai de uma grande família. E a esta família só pertencemos a ela se conseguirmos conquistar mais irmãos. Ninguém entra no céu sozinho.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!