Destaque

Reflexão Monsenhor Paulo Daher

13ª Semana do Tempo Comum
06/07/2024
Sábado

Em Mateus 9, 14-17, os discípulos de João perguntam a Jesus porque eles e os fariseus jejuam e os discípulos de Jesus não. Jesus responde que enquanto o noivo está com eles não precisam jejuar. Mas virá o tempo que jejuarão. Apresenta verdades populares: “não se põe remendo novo em roupa velha, nem vinho novo em odres velhos.”
Tudo é ocasião para os fariseus se incomodarem com Jesus. Milagres, palavras divinas, acolhimento das pessoas, entusiasmo das multidões sedentas do bem da verdade mesmo que se sacrifiquem andando três dias atrás de Jesus, passando fome.(Mt 12, 15s). Isto não tocava o coração dos fariseus.
Jesus um dia disse que muitos tem
olhos e não veem, tem ouvidos e não ouvem.(Mc 8, 18).
Não veem porque não querem ver. Não ouvem porque não querem ouvir nem seguir palavras divinas de conforto espiritual.
Podemos dizer que uma das coisas que talvez encantasse o povo em Jesus é que Ele não olhava para ninguém para ver sua faltas, seus erros, para castiga-los. Cada pessoa que visse Jesus olhando para ela percebia que Ele a amava de verdade, com sua doçura, sua paciência, sua alegria de se ver cercado de tanta gente sedenta da verdade e do amor.
Todas as renúncias, sacrifícios que fazemos é para nos purificar de nossos erros e merecer ver e conviver com Jesus. Se Ele já está conosco, não precisamos de nos sacrificar, pois já estamos convivendo com Ele. É sempre festa.
Multipliquemos os momentos de estar com Jesus. Se você experimentar uma vez que seja o que é recolher-se, se colocar junto de Jesus, para ouvi-lo, contemplar sua face bondosa, vai parecer que não está mais na terra. Ele transforma todo o nosso ser.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!