Sem categoria

REFLEXÃO

 

31ª Semana do Tempo Comum | Quarta-feira
08/11/2023 *

Em Lucas 14, 25-33, diante da multidão Jesus diz:”quem vem a mim e ama mais seus parentes que a mim não pode ser meu discípulo. Quem quer construir uma torre pensa antes e calcula tudo o que vai precisar.
Se começa e não acaba, os outros vão zombar dele. E se um rei quer combater contra outro e tem menos soldados, procura logo entrar em acordo.
Assim também quem não renunciar ao que tem não pode ser meu discípulo.”
Nada mais natural do que a família, a vida em família, a união dos que são do mesmo sangue. Não só pela ligação genética como muito mais pela afetiva e de convivência diária partilhando dores e alegrias.
A convivência em família é o início da sociabilidade em ação. Mas com o tempo leva-nos a descobrir outras pessoas que nos ajudam a melhorar nossos relacionamentos com todos.
O aprendizado da convivência que cria laços de amizade, não pode nos prender só aos conhecidos ou a quem nos faz bem. Encontrando-nos com outras pessoas desconhecidas e a conhecer, devemos ser sempre abertos para a criar novos relacionamentos.
E se nos fechamos, limitamos a conhecer a riqueza que cada pessoa é e tem.
E o começo do amor está em nós desejando até sem perceber Aquele que nos deu a vida total com tantas qualidades.
Se o amor que nasce em nós, se desenvolve na família para preparar-nos ao encontro com todas as pessoas, não podemos desligar-nos da fonte de tudo que é Deus.
Crescer no amor a tudo e a todos e esquecer de quem é a causa deste amor e é o próprio Amor, é quase querer secar a fonte de onde brota este sentimento tão precioso.
Por isso a razão de nosso viver é amar a Deus e deixar-nos ser amados por Ele. E mais, este amor sincero é que garante manter o amor verdadeiro a tudo e a todos.
Como entender esta afirmação: Assim também quem não renunciar ao que tem não pode ser meu discípulo. Penso: quem só pensa em si mesmo, não entendeu o amor. E sem amar os outros não pode ser seguidor de Cristo. Foi o que as pessoas admiravam nos primeiros cristãos: o amor e união que viam entre todos eles.(At 2, 42ss)

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!