Diocese de Uberlândia Em Destaque

Semana Nacional das Famílias na Diocese tem programação sugestiva da Pastoral Familiar

A Pastoral Família Diocesana, visando auxiliar e estimular a promoção da Semana Nacional da Família – de 09 a 15 de agosto – nas Paróquias, elaborou uma programação sugestiva para que todas as Pastorais presentes na Diocese possam trabalhar o tema da Semana deste ano: “O amor é nossa missão: a família plenamente viva”.

Capas Hora da Famlia 2015-final Confira o calendário sugestivo de atividades:

09/08 – Preparação de Celebrações Eucarísticas, com liturgias especiais voltadas para o Dia dos Pais.
10/08 – Cinema Família com sessão pipoca destinado aos pais e seus filhos.
12/08 – Palestras direcionadas aos jovens e também casais de namorados.
14/08 – Terço Luminoso para os mestres da vida.

Além dessas atividades, a Pastoral pede que também sejam realizados Encontros em família, trabalhando o subsídio – Hora da Família 2015; Disseminar pelas Comunidades cartazes que tragam mensagens positivas a todas as famílias; Proporcionar a leitura do texto: “Família, lugar de Perdão” – Papa Francisco; e também apresentar após as Missas um vídeo de 10min que incentive o valor da família e o seu cuidado com ela.

A Pastoral Familiar Diocesana ressalta ainda que as atividades são sugestivas e podem ser ou não realizadas, de acordo com a realidade de cada Comunidade Paroquial. Vale destacar que apesar da Semana Nacional da Família ser programada para os próximos dias, ela pode ser elaborada para outras datas mais propícias a cada Paróquia.

Família, lugar de perdão.

Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas.

Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.

É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença.

Papa Francisco

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!