Diocese de Uberlândia Em Destaque

Ser missionário

Em todos os tempos da vida eclesial ouvimos falar em missão. Nos documentos da Igreja, nos pronunciamentos papais, nas homilias, reflexões, encontros e retiros a missão ocupa um especial lugar. No cotidiano dizemos que temos uma missão na comunidade de fé, na sociedade, mas, será que nós, cristãos de hoje, sabemos o que é missão?

tere

Missão antes de ser uma tarefa ou serviço é vida. Anterior ao envio para realizar uma missão num determinado lugar é necessário responder ao chamado de Deus à existência. Existir constitui o elemento primordial para realizar a missão, pois sem a vocação a vida não será possível sermos missionários. Após o sim à vida humana, nós somos chamados por Deus a viver em uma comunidade de fé. O ingresso na comunidade dos cristãos se dá mediante o batismo. Por ele somos inseridos na comunidade cristã para viver e professar a fé em comum-unidade.

O cristianismo não é religião do individualismo e do isolamento. Pelo contrário, é a unidade, a fraternidade, a comunhão e a partilha que faz os cristãos serem comunidade. E, por isso, a eucaristia tem o sentido de comunhão. Ao celebrarmos o Mistério de nossa fé na ação litúrgica, expressamos a nossa unidade no Corpo e Sangue de Jesus, afim de que nutridos por este sacramento sintamos fortalecidos para assumir a missão. A comunhão que fazemos durante a celebração eucarística deve ser estendida na comunhão com os irmãos e irmãs mais sofridos, especialmente os pobres e abandonados. Nesse sentido, missão é promover a comunhão entre todas as pessoas indistintamente de classe social, religião, etnia, cultura…

Jesus com a sua missão revelou à humanidade a relação e a comunhão que há entre Ele e o Pai “Eu e o Pai somos um” (Jo 10,30). Essa comunhão de Jesus e o Pai revelam aos homens e mulheres o que há de mais precioso numa relação: doação recíproca. É mediante esta comunhão profunda que os seres humanos podem conhecer as maravilhas de Deus. A relação-comunhão há entre Jesus e Pai comunica aos homens e mulheres de todo tempo a salvação que vem da parte do Pai, que nos é apresentada pelo Filho na ação do Espírito. Nisso, a missão está profundamente enxertada no Mistério da Trindade.

As Três Pessoas da Trindade: Pai e Filho e Espírito Santo estão intrinsecamente relacionados de tal maneira que mesmo sendo Pessoas distintas, estão unidas numa só natureza (divina). Na Trindade vemos a perfeita comunhão em que uma Pessoa não é maior ou menor que a outra; as Três vivem numa mútua e constante doação. Deus é comunhão e age no mundo convidando a nós, a vivermos numa relação de doação com Ele, conosco e com os irmãos. Nisso, o cristão é enviado pelo Pai a ser sinal de unidade e paz, a promover vida em abundância (Jo 10,10).

O batizado é convidado por Deus a fazer de sua vida uma verdadeira missão. No dia a dia da história humana podemos pregar o evangelho de maneira que ilumine a vida das pessoas, aliás, missão é ser luz e esperança na vida de tantos irmãos e irmãs que vivem o abandono, o vazio existencial, a desesperança, a subumanidade. Além disso, missão é além fronteiras e lá onde Deus nos chamar e enviar ser a presença de Jesus crucificado-ressuscitado. Portanto, a missão é o nosso compromisso de cristão.

Sejamos missionários!

____________________

Por, Pe. Guilherme Stort

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!