A Igreja no Brasil e no Mundo

Sínodo da Família começa hoje (05)

O Sínodo dos Bispos sobre os desafios pastorais da família tem início hoje, dia 5 com a Eucaristia presidida pelo Papa Francisco na Basílica Vaticana pelas 10 horas de Roma. Mas já ontem, sábado, no final da tarde pelas 18 horas na Praça de S. Pedro uma Vigília de Oração e Reflexão abriu caminho a este percurso sinodal. Uma iniciativa da Conferência Episcopal Italiana na qual participarão os Padres Sinodais.

Entretanto, sexta-feira, dia 3 de outubro, foi realizado um briefing de imprensa sobre o Sínodo na Sala de Imprensa da Santa Sé.
Liberdade de expressão e respeito por cada posição deverão caracterizar os trabalhos do Sínodo dos Bispos – esta a principal afirmação do Cardeal Lorenzo Baldisseri, Secretário Geral do Sínodo que liderou os esclarecimentos aos jornalistas.Uma novidade deve ser destacada: na abertura dos trabalhos em cada dia haverá o testemunho de um casal. Este testemunho terá a duração de cerca 4 minutos. Entre eles, também a experiência de um matrimónio misto entre um muçulmano e uma católica.
Na primeira semana, o debate na Sala seguirá a ordem temática do “Documento de trabalho” preparatório. Por exemplo, a 8 e a 9 de outubro, o debate vai concentrar-se nas situações pastorais difíceis e nos desafios que dizem respeito à abertura das famílias à vida.
O Papa Francisco presidirá, quer a Missa de abertura do Sínodo, hoje, 5 de outubro, às 10 horas, na Basílica Vaticana, quer a celebração conclusiva, no domingo, 19 de outubro, às 9h30min, na Praça S. Pedro, uma Missa particularmente significativa, que coincidirá com a beatificação de Paulo VI, o Pontífice que em 1965 instituiu a Assembleia Sinodal. O Papa Francisco proporá em cada dia a oração inicial. É esperada uma comunicação do Santo Padre no início e no final dos trabalhos.
Nova também a “máquina de informação” deste Sínodo, que terá um briefing diário sobre o andamento dos trabalhos, na Sala de Imprensa da Santa Sé, em diversas línguas, com a publicação da lista dos Padres Sinodais que se pronunciaram em cada dia e o início de um serviço Twitter com a hashtag #Synod14. Será também publicado um boletim diário com a síntese das comunicações na Sala do Sínodo.Dois documentos, em particular, são aguardados com expectativa: a publicação da mensagem conclusiva, no sábado 18 de outubro, e o novo “Relatório do Sínodo” que substitui as clássicas “Proposições finais”. Este relatório será apresentado diretamente ao Papa e será tornado público posteriormente.
De salientar ainda que é a primeira vez que um Sínodo se realizará em duas etapas. De facto, em 2014, será realizada somente a primeira parte de um percurso que se concluirá em 2015, com um Sínodo Geral. (JE/RS)

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!