Diocese de Uberlândia Em Destaque

Teologia do corpo e proposta de criação da P.F nas Paróquias encerram atualização do clero

A atualização do clero diocesano, que teve início nessa última terça-feira (18), foi concluída ontem (19) com proposta de criação da Pastoral da Família em todas as Paróquias da Diocese.

IMG-20141119-WA0002

O Assessor Eclesiástico da Pastoral Familiar do Regional Leste II, Pe. Moacir Arantes, enfatizou em sua fala durante a manhã dessa quarta-feira (19) a respeito da necessidade de se criar a Pastoral Familiar em âmbito diocesano. Para endossar sua fala, Pe. Moacir fez memória dos dizeres do papa João Paulo II em sua carta às famílias, Familiaris Consortio, em que o sumo pontífice ressaltou o papel da P.F:

“Antes não havia propriamente uma Pastoral Familiar. O cuidado das famílias estava entregue a diversos setores de carismas, como o Movimento Familiar Cristão, Legião de Maria. O papa João Paulo II propõe que a Igreja assuma o cuidado pastoral da família. Ele reflete: a necessidade do cuidado antes do matrimônio (setor pré-matrimonial), acompanhamento dos jovens casais (pós-matrimônio) e, por último, os casos especiais (viúvos, feridos, decepcionados e segundas uniões)”.

Segundo Pe. Moacir, a Pastoral Familiar tem um objetivo e quatro metas principais:

Objetivo: o cuidado dos casais é uma parte. O objetivo é o cuidado da família, em sua totalidade. Ela abrange todas as famílias independente da sua situação familiar. Trazê-las para dentro da realidade eclesial, além de uma promoção social.

Metas principais : 1 – fazer da família uma comunidade cristã; 2 – fazer com que a família seja um santuário da vida; 3 – resgatar para a família seu justo valor de célula fundamental para a sociedade; 4 – tornar a família missionária.

Falando acerca da estrutura da P.F nas Paróquias, o Assessor ressaltou a importância da presença do pároco, uma vez que ele é o agente coordenador, propriamente dito, da Pastoral em âmbito paroquial. Além do padre, os religiosos (as) presentes na Paróquia, se houver, também fazem parte efetivamente da P.F pelo próprio estilo de vida consagrada. Depois, os agentes leigos envolvidos com a dinâmica pastoral. Afinal, “a Evangelização da Família é uma prioridade e uma exigência pastoral”, sublinhou o Assessor.

No período da tarde, Pe. Moacir Arantes dedicou-se ao tema da teologia do corpo, assunto em voga, especialmente no meio jovem, a partir das catequeses do papa João Paulo II nas quais o pontífice abordava questões de ordem afetiva, sexual e humana das relações interpessoais.

A respeito da teologia do corpo, sobretudo, ressaltou-se temas como santidade, castidade, fidelidade, amor, reciprocidade, oração e vida fraterna, dentre outros.

À note, o casal Ênio e Cida, da Diocese de Luz-MG, responsáveis pela dimensão de espiritualidade do Regional Leste II, se encontrou com Agentes da Pastoral Familiar Diocesana para troca de experiências, convivência e oração. Além do casal, estavam presentes o casal coordenador da P.F Diocesana, Cláudio Rodrigues e Maria do Rosário, além do vice-assessor da P.F, Pe. Eduardo César Rodrigues.

O encontro encerrou-se com a fala do bispo diocesano, Dom Paulo Francisco Machado, com a benção apostólica aos agentes.

IMG-20141119-WA0005

Confira abaixo como foi o encerramento do Encontro “juntos somos mais”, para os Agentes da Pastoral Familiar Diocesana

[box type=”info”]

Pastoral Familiar encerra Juntos Somos +

IMG-20141120-WA0005

A abertura da noite foi realizada por Dom Paulo Francisco que permaneceu também nos primeiros momentos da formação que fora conduzida pelo casal Ênio e Cida – coordenadores do Núcleo de Formação e Espiritualidade do Regional Leste II (Minas Gerais e Espírito Santo). Provenientes da Diocese de Luz-MG, da Paroquia São Pedro de Moema, o casal completará 31 anos de casado no próximo mês (dezembro).

Ênio e Cida iniciaram sua conferência dando um pequeno testemunho da caminhada cristã que os fizeram chegar até o Núcleo de Formação do Leste II e confessaram que muitas vezes foram surpreendidos com convites que se julgaram incapazes de assumir tamanha responsabilidade. Mas, “a coragem de anunciar o Evangelho sempre fortificou a nossa fé e a certeza de que Deus estaria sempre junto de nós”, afirmaram.

IMG-20141120-WA0000

Em seguida, Cida destacou a influência da mídia televisiva que, através das novelas, principalmente, fomenta valores contrários àqueles apregoados pela moral cristã. Comentou ainda a respeito dos casos repetitivos em que as esposas dos patrões são vistas como “chatas, insuportáveis” e as suas secretárias como “mulheres ideais, carinhosas, que suprem todo e qualquer tipo de necessidade que o patrão apresente”.

Nesse sentido, o casal apresentou algumas sugestões de enfrentamento aos muitos desafios que surgem no âmbito familiar a partir do Documento 107 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e também da Evangelli Gaudium do Papa Francisco. Terminaram apresentando como deve ser organizada a estrutura da Comissão Paroquial da Pastoral Familiar, e, por fim, deixaram votos de um Feliz Natal  a todos.

IMG-20141120-WA0002

Para finalizar todo o encontro, Pe. Eduardo César – Assessor Eclesiástico da P. F. (Pastoral Familiar) convidou os jovens do Grupo JUDEC (Jovens Unidos Determinados à Encontrar Cristo) da Paróquia São João Batista para encenar uma história sobre um palhaço do filósofo dinamarquês Kierkegaard. A apresentação foi muito aplaudida por todos. Pe. Eduardo César agradeceu a participação dos presentes e os proferiu a benção final.

[/box]

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!