Diocese de Uberlândia Em Destaque

Transferências de párocos movimentam a diocese no início do ano

Dom Paulo Francisco Machado, bispo diocesano, em cumprimento ao seu múnus (serviço) de pastor (pastoreio) e de governante (governo) da Igreja Particular de Uberlândia-MG, após reunião com o seu conselho de consultores, julgou por bem iniciar o ano de 2014 promovendo transferência entre alguns párocos da diocese.

transferencias

O ato de transferir párocos compete unicamente ao bispo diocesano e é um processo normal, necessário e fecundo no seio das comunidades cristãs. A mudança, por assim dizer, beneficia a todos: ao padre e à comunidade, contribuindo, inclusive, para a vivência fraterna e cristã da hospitalidade, do acolhimento do outro e das mudanças que o novo sempre provoca nos corações e nas estruturas.

Uma Paróquia, como nos lembra o Catecismo da Igreja Católica (CIC), no número 2179 (leia, abaixo, o parágrafo na íntegra), é uma porção do Povo de Deus (fiéis) confiado a um padre sob a autoridade do bispo diocesano. Nesse sentido, a Paróquia é uma região eclesiástica do bispo diocesano que, livremente, delega auxiliares para ali exercerem o ministério de pastores e de administradores (governo).

Assim sendo, cumpre-nos, como veículo Oficial de Comunicação da Diocese de Uberlândia-MG, por meio do nosso Portal, fazer chegar a todos os interessados, e mais especialmente aos paroquianos das Paróquias em que seus párocos foram transferidos, a boa-nova que, desde já, fazemos votos que seja fecunda, tranquila e promotora de todo bem, de toda caridade e de viva estima por todos.

[box type=”note”]

01/01/2014 – 19:30 Pe. José Maria Pinheiro [transferido da Paróquia Santa Rosa de Lima para a Paróquia São Judas Tadeu- Araguari] 02/01/2014 – 19:30 Pe. Clayton de Souza Fernandes [transferido da Paróquia Santa Edwiges para a Paróquia Santa Rosa de Lima] 03/01/2014 – 19:30 Pe. Francisco Assis dos Santos [transferido da Paróquia Nossa Senhora da Abadia do Patrimônio para a Paróquia Santa Edwirges] 04/01/2014 – 19:30 Pe.  Sergio de Siqueira Camargo [transferido da Capelania Nossa Senhora do Rosário e São Benedito para a Paróquia Nossa Senhora Abadia- Patrimônio]

[/box]

O CCD cumprimenta os reverendíssimos senhores párocos e lhes assegura nosso compromisso de continuar sendo, a exemplo do Comunicador do Pai, promotores da boa-nova.

[box type=”info”]

“Paróquia é uma determinada comunidade de fiéis, constituída de maneira estável na Igreja particular, e seu cuidado pastoral é confiado ao pároco, como a seu pastor próprio, sob a autoridade do bispo diocesano. É o lugar onde todos os fiéis podem ser congregados pela celebração dominical da Eucaristia. A paróquia inicia o povo cristão na expressão ordinária da vida litúrgica, reúne-o nesta celebração, ensina a doutrina salvífica de Cristo, pratica a caridade do Senhor nas obras boas e fraternas”. (CIC 2179).

[/box]

11 comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Obrigado Pe. Clayton, pelo seu trabalho e dedicação a nossa Paróquia, de ter realizado o sonho dos paroquianos de ver o Santuário de Santa Edwiges construido. Que Deus o abençõe e ilumine sempre sua caminhada.

  • Parabéns, Paróquia Sana Rosa de Lima, pois receberá um Pe. compremetido com a devulgação do Reino de Deus, meu Irmão Pe. Cleiton Fernandes, o conheço desde a criação da Paróquia Nossa Sehora da Abadia, e muito o admiro…

  • Concordo que a mudança seja necessária, mas não entendo o porquê de alguns padres permanecerem muitos anos na mesma paróquia e outros bem menos, me parece uma atitude um tanto incoerente.

  • Pe.Clayton,que Nossa Senhora passe na frente deste novo trabalho,e de todos que vão passar por mudanças!Vê se aparece no lanche Pe.Clayton,saudades!Um abraço e feliz Natal!Cris…

  • Achei que o remanejamento seria mais amplo , mais enfim fico feliz pelas novas comunidades e continuo rezando pelas intenções do nosso bispo e grato a Deus por nos permitir ter uma Igreja cada vez masi forte e unida , “”Que venha o novo””

  • acho que a comunidade fica triste com a saída de seu pároco,mais porem feliz com a mudança ,pois todos sabem que é necessária é crescimento para os padres e também para a comunidade.desejo a todos um feliz ano novo.

  • Pensei que os padres das paróquias Santa Mônica e Nossa Senhora do Caminho seriam transferidos, pois já fazem mais de dez anos que estão atuando nessas paróquias. Apesar de serem ótimos, a mudança é necessária.

  • Penso que é salutar a mudança, depois de um certo tempo, dos padres entres as paroquias. Mas, tem algumas paróquias com projetos interessantes, que não podem morrer com essas mudanças. Por exemplo: vejo a sinergia que existe na Igreja N.Sra. do Caminho entre o Padre e seus paroquianos. É um padre acolhedor, mesmo antes do Papa Francisco chegar e pedir que a igreja fosse acolhedora. As missas estão sempre cheias de jovens, de casais e crianças. Talvez, a igreja que tenha mais jovens! Parabéns ao padre e a comunidade que o acolheu. Que quando ele for transferido, continue o seu trabalho junto aos jovens, casais e crianças. E o padre que chegar faça crescer ainda mais esta sinergia que existe dentro da comunidade N.Sra.do Caminho.

  • senhor bispo, nos aqui do shopping park estávamos ansiosos com as mudanças pois achamos que aqui no bairro ganharíamos mais um sacerdote para auxiliar nosso pároco, estamos carentes com a falta de um sacerdote que possa tomar frente e poder realizar um bom trabalho pastoral, pois o nosso pároco tem problemas de saúde. olhe com carinho, o birro cresceu muito e muitas pessoas estao se perdendo devido a falta de um trabalho pastoral…

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!