Colunistas Destaque

Tu és Petrus e nós te amamos!, por Pe. Douglas Nunes

Tu és Petrus e nós te amamos!

Pe. Douglas Nunes
Chanceler do Bispado
Pároco na Paróquia São Francisco de Assis

A Igreja celebra na data de hoje a Solenidade de São Pedro e São Paulo, Apóstolos de Nosso Senhor Jesus Cristo, responsáveis pela organização e propagação do Fé em Cristo Jesus, nos primórdios da Igreja.

No Brasil, com aprovação da Sé Apostólica, conforme o cânon 1246 § 2 do Código de Direito Canônico, esta Solenidade é transferida para o Domingo seguinte, para que haja maior participação dos fiéis, celebrando este grande Mistério do Martírio dos Apóstolos Pedro e Paulo no Dia da Páscoa Semanal do Cristão.

Concomitante a esta Solenidade, a Igreja celebra também o Dia do Papa, Sumo Pontífice, Vigário de Cristo na Terra, Sucessor do Apóstolo Pedro como Bispo de Roma.

São Pedro ouviu do Mestre Jesus: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno não poderão vencê-la” (cf. Mt 16, 18);

A condição de Pedro era de confirmar os irmãos e irmãs na fé, na esperança e na caridade, isto é, animá-los, sustenta-los; ser sinal de unidade e de comunhão. Simultaneamente, esta mesma missão é confiada ao seus Sucessores que, pelo pontificado que exercem e na marca do seguimento a Jesus, são chamados a serem sinais da unidade visível do Corpo de Cristo que é a Sua Igreja[1].

O Papa Francisco em seu Ministério Petrino, cada vez mais dá testemunho desta unidade, buscando viver e suscitar na Igreja o espirito de Diálogo, de Acolhida, de Fraternidade, de Ação Missionária.

Também fortalece a Igreja com a essencial natureza espiritual do ministério a ele confiado, pois este deve ser realizado não só com palavras e ações, mas não menos com orações e sofrimento de modo a governar a casa de São Pedro e proclamar o Evangelho com fidelidade ao Belo e Bom Pastor.

Conquanto, queremos neste dia, em comunhão plena com a Igreja Universal (Católica) rezar pelo nosso querido e amado Papa, que ajuda a Igreja em nosso tempo, a ser cada vez mais fiel ao Evangelho de Jesus, e com sua coragem, da generosidade e da humildade, manifesta seu grande amor ao Cristo e à sua Igreja.

A Francisco nosso carinho, respeito e gratidão. Ele nos aponta, uma vez mais, que Deus é Amor e que só a Ele devemos nos confiar.

Como Comunidade do Ressuscitado, continuemos hoje e sempre, unidos incessantemente em oração por ele para que possa ser a cada dia inspirado pelo Espírito Santo, sendo um Pastor segundo o coração de Cristo.

[1]1Cor 12,12-14; Rm 12,5; Ef 3,6 e 5,23; e Cl 1,18 e 1,24.

 

*O artigo apresentado é de responsabilidade do autor.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!