Colunistas Destaque

Uma expressão de fé e sinal de gratidão!, por Pe. Douglas Nunes

Uma expressão de fé e sinal de gratidão!
Pe. Douglas Nunes
Chanceler do Bispado
Pároco na Paróquia São Francisco de Assis

A Igreja que está no Brasil, todos os anos nos propõem no segundo semestre, meses temáticos para nossa reflexão, formação e celebração. E iniciando o ciclo de reflexões, julho é dedicado a uma grande expressão de fé e importante sinal de gratidão: o Dízimo.

Todos nós somos convidados a meditar sobre nossa responsabilidade e participação na comunidade cristã, através do reconhecimento e devolução do dízimo. Sabemos bem que Deus criou tudo. É dono de tudo. A Criação é uma grande dádiva e oferta gratuita que brota das mãos de um Deus-Trino. Como nos diz Santo Irineu: “Deus Pai ao criar o mundo utilizou-se de duas mãos, uma sendo o Filho e a outra o Espírito.” Somos também obras Dele, “cada um de nós seres humanos, somos frutos do pensamento de Deus, cada um de nós é querido, cada um de nós é amado, e cada um de nós é necessário.” (Papa Bento XVI).

Se Deus tudo criou, e deu tudo ao ser humano sem nada pedir em troca, podemos perguntar: então por que nos pede o dízimo?

Assim como Ele nos deu tudo, Ele nos chama a cuidar de toda obra de suas mãos, por isso o Dizimo é a forma que participamos da obra da Criação, nos comprometendo de forma direta com o anúncio do Evangelho difundido através da Igreja, que é Corpo de Cristo. De tal modo, crescemos aos olhos de Deus, fazemos o bem, e nos santificamos.

É por isso que a nossa fidelidade ao dizimo deve ser constante, pois quanto mais conscientes, mais nos sentimos corresponsáveis pelo dinamismo das comunidades e mais contribuímos em todos os sentidos para que o Evangelho seja proclamado, de fato, a todos os agentes.

Para o dizimista, a partilha é uma característica fundamental. Através do dízimo e da sua fidelidade, o cristão faz com que a igreja cumpra a sua função principal, que é ser evangelizadora através de suas quatro dimensões.

Dimensão Eclesial: com o dízimo, o fiel vivencia a sua consciência de ser membro da Igreja, pelo qual é corresponsável. A consciência de ser Igreja leva os fiéis a assumirem a vida comunitária, participando ativamente das suas atividades e colaborando para que a comunidade viva cada vez mais plenamente na fé e mais fielmente dar testemunho dessa sua fé.

Dimensão Religiosa: tem a ver com a relação do cristão com Deus. Contribuindo parte dos seus bens, o fiel cultiva e aprofunda a sua relação com Aquele que provém tudo o que dele e de tudo que ele tem. É expressão de gratidão, da sua fé e da sua conversão. Essa dimensão tratando a relação com Deus, insere, então, o dizimista no âmbito da espiritualidade cristã.

Dimensão Missionária: o fiel compromete com sua comunidade, toma consciência de que há muitas comunidades que não conseguem prover as suas necessidades, com os próprios recursos e que precisam da colaboração de outros. O dízimo permite a partilha dos recursos entre as paróquias, nas comunidades, numa mesma Igreja Particular e entre as Igrejas Particulares, manifestando, assim, a comunhão que há entre todas as igrejas.

Dimensão Caritativa: se manifesta, portanto, no cuidado com os pobres e necessitados, por parte da comunidade. Uma das características das primeiras comunidades cristãs é que elas tinham tudo em comum e repartiam com grande alegria, entre as pessoas que mais necessitavam, pois tudo era distribuído conforme a necessidade de cada um, conforme narrado no Livros dos Atos dos Apóstolos. A atenção com os pobres e suas necessidades é uma característica própria de nossa Igreja.

Refletir, celebrar e viver o mês do dízimo e incentivar este gesto tão importante só alcançarão sua eficácia a partir do momento em que a inserção na comunidade for realmente vivenciada, à luz daquilo que assumimos como cultura e espiritualidade da fé da gratidão. Dízimo é consequência da fé. Dizimo é manifestação da gratidão. Anunciemos Jesus com ardor e procuremos colocar em prática aquilo que ouvimos Dele e que celebramos ao longo de nossa vida!

Seja um Dizimista Consciente!!!

*O artigo apresentado é de responsabilidade do autor.

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!