Diocese de Uberlândia Em Destaque

Vem, Eu estou te esperando

O dito popular que diz ‘o bom filho ao lar retorna’ faz eco à parábola do filho pródigo contada por Jesus para ilustrar o Pai Misericordioso que é nosso Deus.

972472570c96e34ad102b84dfd28b8ab

Recentemente recebi o testemunho de um homem que fez a experiência do amor misericordioso de Deus. Quem  faz a experiência do amor de Deus tem sua vida transformada. Este moço nasceu num lar espírita. Foi batizado e casou na Igreja Católica,  mas nunca até então tivera compromisso em crescer no conhecimento de Jesus Cristo. Viveu por longos anos à margem da fé cristã. Nos últimos três anos não ia mais  ao espiritismo. Seu programa de final de semana era futebol e cerveja. Torcedor de um famoso time de futebol, não abria mão em seus finais de semana por nada, pois estava compromissado com o futebol pela TV e a cerveginha gelada.

A DEI VERBUM , um documento da Igreja que trata sobre a Revelação Divina diz que ‘o Deus invisível, levado por seu grande amor, fala aos homens como a amigos, entretém-se com eles para convidá-los à participação de sua intimidade’.  Como é maravilhoso viver a experiência de um Deus que fala conosco, que se envolve com a nossa vida e que nos chama à sua intimidade. Foi isto que o homem do testemunho vivenciou. Estava ele um dia em sua casa e o rádio sintonizado num programa de evangelização católico. Indo da cozinha para a copa, de repente ele não conseguiu dar o passo seguinte para subir um pequeno degrau. Ficou paralisado, sentiu todo seu corpo muito quente e ouviu claramente uma voz que lhe dizia: ‘Vem, eu estou te esperando’. Tudo isso durou fração de segundo, mas a voz permaneceu como que gravada em seu consciente.

Durante toda a semana ele recordara o convite: ‘Vem, eu estou te esperando’. Chegou o domingo – Dia do Senhor. Logo cedo ele começou a se inquietar com o convite que recebera no início da semana. Em seu coração estava plantada a certeza de que era Deus que o convidara: ‘Vem, eu estou te esperando’. Naquele dia tinha futebol, era dia de lazer diante da TV. Mas, agora Deus o estava esperando. Conforme a DEI VERBUM ‘Ao Deus que se revela deve-se a obediência da fé, pela qual o homem livremente se entrega todo a Deus, prestando ao Deus revelador um obséquio pleno do intelecto e da vontade e dando voluntário assentimento à verdade por ele revelada’. Deus falou e o moço do testemunho assistido pelo Espírito Santo foi ao encontro do Senhor na missa daquele domingo. Depois de uma catequese para adultos ele pode fazer sua primeira eucaristia aos 43 anos de idade. Hoje é sacristão na capela onde livremente um dia ele foi ao encontro de Deus que esperava por ele.

O nosso irmão continua gostando de futebol e da experiência de ouvir Deus duas coisas ele aprendeu: beber cerveja  moderadamente e no domingo a prioridade do cristão é a missa, pois lá Deus espera por nós.

__________________

Por, Ana Neucele

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!